Navigation

Administração
Aprenda a montar um plano de negócios simples e eficiente

O filósofo chinês Sun Tzu ensina em seu livro A Arte da Guerra que “se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.”

O texto, escrito no século I a.C., tem caráter bélico, mas se encaixa com perfeição no mundo dos negócios: é preciso conhecer o mercado e seu próprio business para crescer. E para adquirir essa consciência, um plano de negócios é fundamental na administração de empresas. As próximas linhas vão te ensinar como ter uma bússola confiável para guiar seu negócio rumo ao sucesso!

A importância de um plano de negócios

Assim como um timoneiro garante a direção correta de uma embarcação por meio de mapas e bússolas, um plano de negócios é o instrumento ideal para materializar os objetivos do empreendedor, as estratégias que deverão ser seguidas para alcance do sucesso, bem como correlacionar esses alvos às oportunidades de crescimento que o mercado oferece.

Segundo Peter Drucker, muitas oportunidades de negócios exigem mais do que mera sorte ou intuição. Exigem que a empresa busque inovação, que se organize adequadamente e que seja administrada de forma a aproveitá-la.

Assim, iniciar uma atividade empresarial implica conhecer o ambiente externo, na busca por identificar oportunidades de negócios. Essa tarefa de avaliação dos ambientes interno e externo (Análise SWOT) deve ser feita sob auxílio de um bom plano de negócios, o verdadeiro “manual” do seu empreendimento.

As 3 funções do plano de negócios

Para o pesquisador Ronald Jean Degen, existem 3 funções básicas do plano de negócios:

  • Diagnosticar o novo empreendimento do ponto de vista mercadológico, técnico, financeiro, jurídico e organizacional. Dessa forma, o documento elaborado será um indicador prévio do funcionamento da empresa sob todas essas perspectivas;
  • Auto benchmarking: um referencial serve para evidenciar onde chegamos e onde deveríamos ter chegado. Dessa forma, avaliar a evolução do empreendimento ao longo da sua implantação é muito mais fácil quando se tem um bom plano de negócios;
  • Facilitar o interesse de investidores em aportar recursos em seu negócio.

Como elaborar um plano de negócios

Em geral, um bom plano de negócios transcreve todos os detalhes do empreendimento, bem como relaciona-o com os fatores externos que circundam a atividade. Trata-se de um guia prático e flexível, ajustável de acordo com os movimentos do mercado. Deve conter:

Sumário executivo

Contém a síntese das principais informações presentes em seu plano de negócios. Não costuma ter mais do que 1 página.

Planejamento estratégico

Definição dos rumos da empresa, missão, visão, valores, metas e objetivos primordiais. Base para a implementação de ações na organização. Costuma ter, no máximo, 4 páginas.

Descrição da empresa

Histórico, crescimento, faturamento nos últimos anos, estrutura organizacional, parcerias, localização, etc. Em, geral, 2 a 3 páginas.

Produtos e serviços

O que a empresa entrega ao mercado? Quais são os ciclos de vida dos produtos, seus diferenciais, fatores tecnológicos envolvidos, pesquisas, principais clientes etc. Em geral, costuma ter em torno de 2 páginas.

Análise de mercado

Perspectivas de crescimento do setor, características do consumidor, avaliação concorrencial, detalhamento de sua participação no mercado, análise de riscos do negócio. Não costuma passar de 4 páginas.

Plano de marketing

Quais as estratégias de comunicação que serão adotadas (em inbound e outbound marketing); tendências de mercado, formulação de preços, campanhas, promoções e vantagens competitivas. Em geral, possui de 5 a 6 páginas.

Plano financeiro

Previsões de receitas e despesas, descrições de cenários econômicos, pressupostos críticos, fluxo de caixa, balanços, demonstrativos de resultados e outros indicadores. De 5 a 6 páginas.

Anexo

Documentos que subsidiem as informações relatadas. Não possui limite de páginas. Todavia, o recomendável é escrever o plano de negócios de acordo com o público-alvo (um banqueiro irá se interessar mais pela parte financeira, por exemplo).

Você já montou um plano de negócios? Quais foram suas dificuldades? Compartilhe-as conosco no campo de comentários!

am_cta_ebook06_gestaoempresarial

A equipe de Redação da Ambra é formada por profissionais especializados em redação, marketing, finanças, empreendedorismo, administração e gestão. Estes profissionais são os responsáveis por criar conteúdo informativo e que ajudam a inovar e resolver problemas do mercado.