Aprenda a montar um plano de negócios simples e eficiente

O filósofo chinês Sun Tzu ensina em seu livro A Arte da Guerra que “se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.”

O texto, escrito no século I a.C., tem caráter bélico, mas se encaixa com perfeição no mundo dos negócios: é preciso conhecer o mercado e seu próprio business para crescer. E para adquirir essa consciência, saber como montar um plano de negócios é fundamental na administração de empresas. As próximas linhas vão te ensinar como ter uma bússola confiável para guiar seu negócio rumo ao sucesso!

A importância de um plano de negócios

Assim como um timoneiro garante a direção correta de uma embarcação por meio de mapas e bússolas, um plano de negócios é o instrumento ideal para materializar os objetivos do empreendedor, as estratégias que deverão ser seguidas para alcance do sucesso, bem como correlacionar esses alvos às oportunidades de crescimento que o mercado oferece.

Segundo Peter Drucker, muitas oportunidades de negócios exigem mais do que mera sorte ou intuição. Exigem que a empresa busque inovação, que se organize adequadamente e que seja administrada de forma a aproveitá-las.

Assim, iniciar uma atividade empresarial implica conhecer o ambiente externo, na busca por identificar oportunidades de negócios. Essa tarefa de avaliação dos ambientes interno e externo (Análise SWOT) deve ser feita sob auxílio de um bom plano de negócios, o verdadeiro “manual” do seu empreendimento.

As 3 funções do plano de negócios

Para o pesquisador Ronald Jean Degen, existem 3 funções básicas do plano de negócios:

  • Diagnosticar o novo empreendimento do ponto de vista mercadológico, técnico, financeiro, jurídico e organizacional. Dessa forma, o documento elaborado será um indicador prévio do funcionamento da empresa sob todas essas perspectivas;
  • Auto benchmarking: um referencial serve para evidenciar onde chegamos e onde deveríamos ter chegado. Dessa forma, avaliar a evolução do empreendimento ao longo da sua implantação é muito mais fácil quando se tem um bom plano de negócios;
  • Facilitar o interesse de investidores em aportar recursos em seu negócio.

Como elaborar um plano de negócios

Em geral, um bom plano de negócios transcreve todos os detalhes do empreendimento, bem como relaciona-o com os fatores externos que circundam a atividade. Trata-se de um guia prático e flexível, ajustável de acordo com os movimentos do mercado. Deve conter:

Sumário executivo

Qualquer plano de negócio que se preze precisa de um sumário executivo. Ele contém a síntese das principais informações presentes em seu plano de negócios e faz um resumo dos pontos mais importantes para cada seção. Não costuma ter mais do que 1 página.

É importante que ele tenha algumas informações básicas como a forma jurídica da empresa, a localização, o investimento inicial, o perfil dos empreendedores, os produtos e serviços oferecidos, entre outras.

Planejamento estratégico

Definição dos rumos da empresa, missão, visão, valores, metas e objetivos primordiais. É a base para a implementação de ações na organização. Costuma ter, no máximo, 4 páginas.

Descrição da empresa

Histórico, crescimento, faturamento nos últimos anos, estrutura organizacional, parcerias, localização, etc. Em, geral, tem 2 a 3 páginas.

Produtos e serviços

O que a empresa entrega ao mercado? Quais são os ciclos de vida dos produtos, seus diferenciais, fatores tecnológicos envolvidos, pesquisas, principais clientes etc. Em geral, costuma ter em torno de 2 páginas.

Análise de mercado

É a etapa mais importante do planejamento, pois é nesse ponto que você identifica se há demanda para o que o seu negócio oferece. É uma boa forma de entender sobre o mercado no qual pretende atuar.

Perspectivas de crescimento do setor, características do consumidor, avaliação concorrencial, detalhamento de sua participação no mercado, análise de riscos do negócio. Ele responderá a alguns questionamentos como:

  • Qual é a renda do cliente?
  • Onde ele mora?
  • Por que está adquirindo esse serviço?
  • Quais são os seus hábitos de compra?

Essas são algumas perguntas importantes para fazer a análise de mercado do seu negócio. Isso serve para determinar várias questões importantes como a sua política de preços, as ações promocionais que devem ser feitas, os canais de distribuição mais adequados e como planejar a sua comunicação.

Não costuma passar de 4 páginas.

Plano de marketing

Determina quais as estratégias de comunicação serão adotadas (em inbound e outbound marketing), tendências de mercado, formulação de preços, campanhas, promoções e vantagens competitivas. É o local no qual você deve detalhar as formas escolhidas para divulgar o seu negócio. Em geral, possui de 5 a 6 páginas.

Plano operacional

Do plano operacional fazem parte diversos pontos importantes como o arranjo físico do local. Definir um local estratégico para cada setor pode trazer diversos benefícios como:

Determinar a capacidade produtiva da empresa também é necessário já que é ela que vai definir quantos clientes podem ser atendidos por cada setor e o quanto pode ser produzido. Para isso é preciso ser realista e não pensar em números impraticáveis. O ideal é começar com uma quantidade abaixo da máxima e aumentar conforme a disponibilidade.

Avaliar a necessidade de pessoal também faz parte do plano operacional, afinal, são as pessoas que fazem a empresa. Essa parte envolve todas as pessoas, inclusive os familiares se for o caso. Uma das coisas a se fazer é verificar se há, na sua área de atuação, uma mão de obra devidamente qualificada para atender às necessidades do negócio.

Plano financeiro

É o resultado do seu negócio em números e, a partir desse plano, você consegue determinar se o que está oferecendo é viável e quais os ajustes necessários para que assim seja. Dessa forma, você precisará reunir as seguintes informações:

  • quais os investimentos pré-operacionais e fixos;
  • o valor do capital de giro;
  • os resultados.

Poderão ser obtidos previsões de receitas e despesas, descrições de cenários econômicos, pressupostos críticos, fluxo de caixa, balanços, demonstrativos de resultados e outros indicadores. É aqui também que você precisa calcular o ponto de equilíbrio, ou seja, o quanto a sua empresa deve faturar para não ter prejuízo. Normalmente tem entre 5 e 6 páginas.

Anexo

Documentos que subsidiem as informações relatadas. Não possui limite de páginas. Todavia, o recomendável é escrever o plano de negócios de acordo com o público-alvo (um banqueiro irá se interessar mais pela parte financeira, por exemplo).

Público-alvo

O público-alvo é aquele para o qual você direcionará todos os seus esforços. Para montá-lo, você precisará atribuir a ele algumas características como idade, formação educacional, localização, hábitos de consumo, classe social, poder aquisitivo e outros. Esses dados podem ser adquiridos em um banco de dados que você tenha sobre os seus clientes.

Não saber que tipo de público deseja atingir é o mesmo que atirar para todos os lados: você acerta em várias pessoas e pode ser que nenhuma delas seja um possível cliente, um lead. Assim, é muito importante ter o seu público-alvo de forma bem clara para todos os membros da equipe.

Diferencial

Com tantos concorrentes no mercado, o seu negócio precisa ter um algo a mais, algo que faça com que as pessoas prefiram ir até o seu estabelecimento e não o da concorrência.

Não importa se você oferece produtos ou serviços, ter um excelente atendimento sempre será um dos melhores diferenciais para qualquer empresa. Pense bem, quantas pessoas já deixaram de ir a um restaurante que serve uma comida maravilhosa, mas pecam no atendimento? Você mesmo pode ser uma delas.

Portanto, se quiser oferecer um bom diferencial aos seus clientes, tenha um atendimento impecável, crie empatia e promova treinamentos constantes à equipe.

Você já sabe como montar um plano de negócios? Então compartilhe as suas dicas conosco nos comentários e coloque também as suas dúvidas sobre o assunto!

am_cta_ebook06_gestaoempresarial