Navigation

Administração
As lições de administração em Moneyball

O Homem que mudou o Jogo (Moneyball) está concorrendo ao Oscar de Melhor Filme este ano. Quem assistiu pôde ver um verdadeiro exemplo de como as estratégias de administração influenciam o resultado final. Por isso vamos listar 5 lições de administração que podemos perceber no filme.

A história é baseada em fatos reais e retrata o gerente geral do time de beisebol Oakland Athletics,  Billy Beane (Brad Pitt – que concorre a estatueta de melhor ator), que resolve mudar o jeito de administrar o time, com base na contratação de atletas nada convencionais para o mercado.

1) Inovação

No início do filme  Billy Beane se vê em uma situação bem complicada: desejando o campeonato, mas com um orçamento muito inferior às outras equipes.

Sem dinheiro, ele enxerga como única saída reinventar o modo como conduzia as negociações na compra e troca de jogadores até então. A completa mudança de algo meramente sentimental do treinador para algo mais lógico e estatístico na escolha do time é a grande inovação Billy Beane.

O personagem se depara com a seguinte questão: a sabedoria convencional do beisebol estava errada. Não ter medo de arriscar e procurar novas estratégias na maioria das vezes coloca o empreender à frente dos demais.

2) Ter uma estratégia

O gerente decide apostar suas fichas em uma estratégia revolucionária com Peter Brand (Jonah Hill). Formado em Economia em Yale, ele apresenta a  Beane o método de utilização da análise de estatísticas para contratar jogadores – a qual Beane segue à risca. Possuir uma estratégia, planejar e ser rigoroso em sua execução é uma das bases para os resultados.

Billy Beane, o executivo que é retratado em Moneyball

Billy Beane, o executivo que é retratado em Moneyball

3) Confiar em seus instintos

Em várias passagens do filme Beane é confrontado e incentivado a desistir de sua estratégia, exatamente por ser bastante ousada. Ele sofre pressão do técnico, do olheiro geral do time e até de sua família. O que o torna vencedor é o fato de ele acreditar em seu plano, um bom gerente tem que aprender a confiar em seus instintos.

4) Motivar sua equipe

Billy Beane adotou uma estratégia em que nem o técnico do time acreditava. Isso desestrutura um time e deixa os jogadores confusos. Comumente o gerente tem que assumir um papel motivador para passar confiança à sua equipe.

5) Foco nos resultados

Beane tinha um objetivo em mente: vencer o campeonato americano de beisebol (Major League Baseball). Para isso, ele tinha que focar em cada jogo até a final, nos resultados que eram necessários para chegar lá. Entender que os resultados parciais influenciam o resultado final faz com que o gerente crie mecanismos de monitoramento que levam ao aperfeiçoamento.

Gostou das dicas? Confira abaixo o trailer do filme:

Gostou do filme? Leia também a lista de filmes sobre marketing.

 

am_cta_ebook06_gestaoempresarial

A equipe de Redação da Ambra é formada por profissionais especializados em redação, marketing, finanças, empreendedorismo, administração e gestão. Estes profissionais são os responsáveis por criar conteúdo informativo e que ajudam a inovar e resolver problemas do mercado.