As redes sociais na educação

Listamos algumas redes sociais na educação, você usa alguma?

As redes de relacionamento são próprias das atividades humanas. Se pensarmos no nosso cotidiano, com o foco nas relações que sustentam nossas rotinas, perdemos o número de redes que formamos: na família, no trabalho, na cidade, na escola… As redes sociais transferiram esta grande teia para a Internet e diversos já começaram a estudar suas possibilidades. Pense na sua vida escolar ou universitária. Sua redes de relacionamento são seus professores, alunos, amigos… É possível ter estes relacionamentos mediados pela web?

Sim, é possível. E são inúmeras as possibilidades que vão muito além do que o suportes de reprodução da sala de aula. Como já citamos neste post, o grande desafio do ensino online é criar e encontrar espaços próprios que permitam a real interação entre o professor e o aluno e não apenas a reprodução de um conteúdo a ser absorvido a distância pelo aluno.

Nas escolas

Algumas escolas já têm utilizado as redes sociais como parte de suas atividades. É impossível ignorar que os alunos fazem parte deste mundo. Informações sobre o calendário, recados para os pais e redes de informações internas são apenas o começo. Em países como o Japão e a Inglaterra, por exemplo, o “aprendizado em rede” já traz resultados interessantes. No espaço virtual, os alunos debatem, sob a supervisão de um professor, temas apresentados na sala de aula e ainda, de casa, podem tirar dúvidas sobre a lição.

O Twitter já é utilizado em algumas atividades também. O que se discute é como fazer uso seguro – e produtivo – das redes. E é ai que muitos preferem criar redes próprias – o que pode ser uma boa saída, se for bem pensada. A linguagem deve ser adequada e o ensino em rede deve ser algo realmente eficaz.

O primeiro passo

O ideal é descobrir o espaço próprio que a web pode oferecer e utilizá-lo da melhor forma para a educação. Isso envolve saber as características de cada rede ou interface a ser utilizada, as formas adequadas de relacionamento em cada uma e se adaptar ao caráter de mudança constante deste ambiente.

O trabalho do professor não será isolado ou apenas disponibilizar o material. É preciso entender o ambiente, aproveitar as características e utilizar o poder da web 2.0 a seu favor. Este é o foco e deve ser o desafio dos educadores que pretendem aproveitar o universo digital.

Deixamos uma dica de um debate realizado pela Editora Ática, em São Paulo, sobre as redes sociais na educação. Para quem se interessar pelo tema, vale a pena parar para assistir. Veja aqui.

am_cta_ebook05_carreirasucesso

Avaliação dos leitores
[Média: 0]