Como realizar uma análise SWOT na sua empresa?

análise SWOT

Você sabia que a análise SWOT é uma das ferramentas mais utilizadas no mundo empresarial?

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar sobre o conceito ou mesmo visto em alguns lugares aqueles quadrantes nos quais se colocam pontos importantes, positivos e negativos sobre a empresa em questão e o mercado que a cerca.

Esse tipo de metodologia tem auxiliado muitas empresas mundo afora na hora de realizarem passos importantes, como o planejamento estratégico, o lançamento de novos produtos, a expansão do negócio, a análise de viabilidade de determinado método de marketing, entre outros. Afinal, como a concorrência no mercado consumidor anda cada vez mais acirrada, é preciso dar um passo além na hora de enxergar oportunidades de crescimento em meio a ameaças externas.

Se você quer conhecer profundamente como funciona essa ferramenta de planejamento para colocá-la em prática na sua empresa, bem como os principais benefícios que pode trazer para o crescimento da sua marca, acompanhe nosso artigo.

SWOT: conceitos e quando aplicá-la na empresa

Não se tem certeza de quando a análise SWOT foi criada, mas pesquisas indicam que esse conceito surgiu na década de 60, na Universidade de Stanford (EUA). Também conhecida como matriz SWOT ou análise FOFA (tradução para o português), ela é uma ferramenta muito utilizada na administração de empresas e, também, na área do marketing, pois auxilia no planejamento estratégico e na tomada de decisão das empresas. 

O termo SWOT é uma sigla originada das palavras inglesas Strenghts (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameças) – por isso, em português, é conhecida como Matriz FOFA.

A matriz SWOT é pautada no equilíbrio entre o ambiente interno de uma empresa (suas Forças e Fraquezas) e o ambiente externo (Oportunidades e Ameaças). Na prática, trata-se da realização de um verdadeiro e detalhado diagnóstico sobre a atual situação do negócio e o ambiente que o cerca. A análise também é utilizada para criar o Plano de Negócios, ou seja, antes mesmo de a empresa estar aberta, de forma a auxiliar em sua análise de viabilidade.

Com uma análise assim, o empreendedor tem um embasamento para formular suas estratégias de marketing e gestão com muito mais segurança. O resultado do processo é a matriz SWOT, que ajuda a identificar os fatores internos e externos que precisam ser trabalhados com atenção e, também, os pontos fortes da empresa.

Com um diagnóstico completo sobre a empresa, reduzem os riscos na hora de dar alguns passos importantes, tais como lançar novos produtos, criar estratégias de marketing ou explorar novos mercados. Além disso, a análise SWOT pode ajudar a dar mais segurança aos gestores e colaboradores, a conhecer profundamente o cenário do mercado, a compreender a posição dos concorrentes e a indicar as melhores alternativas de ação.

Geralmente, é o gestor da empresa ou o profissional de marketing que realiza a análise SWOT, mas, atualmente, esse método é realizado em conjunto com toda a equipe, ou, pelo menos, os gestores de cada área, tornando-os mais colaborativos, participativos e motivados.

As vantagens de utilizar a análise SWOT nos negócios

Existem muitas vantagens de realizar a análise SWOT nas empresas, como:

  • Ela pode ser utilizada para se realizar vários tipos de análise e planejamento, como análise competitiva, planejamento estratégico e qualquer outro estudo. Isso porque a empresa consegue identificar qualquer fator ambiental que desempenhe um papel positivo ou negativo em qualquer objetivo específico.
  • A análise SWOT não requer um treinamento ou habilidade técnica para ser realizada, e nem mesmo um consultor externo. A própria diretoria, junto à equipe de colaboradores (ou parte dela), pode se reunir em prol desse objetivo.
  • Durante a análise, são gerados muitos insights sobre o mercado, o que ajuda muito a criar estratégias para vencer a concorrência com a criação de um verdadeiro plano de ação.
  • A análise SWOT proporciona e incentiva uma intensa colaboração e troca de informações entre as diferentes áreas da empresa. Além disso, o próprio ambiente de trabalho melhora, pois são eliminadas discordâncias e parte-se para a resolução dos problemas.
  • Esse método também fornece uma visão bem clara sobre os pontos fortes do negócio (permitindo que se construam as bases de atuação nesses pontos), além de destacar as fraquezas e as chances de revertê-las.
  • Ao mesmo tempo, a análise mostra as oportunidades possíveis que podem surgir (dando à empresa a chance de elaborar um plano de crescimento) e como reconhecer as ameaças, para que se tomem as medidas necessárias antes que elas aconteçam (gestão de risco).
  • A análise SWOT ajuda na organização da empresa, pois reúne informações já conhecidas e, também, as que acabaram de ser descobertas. É uma grande motivação para atualizar o plano de negócios.
  • Esse método também ajuda a trazer à tona recursos que já existiam na empresa, mas que, por algum motivo, foram esquecidos ou ignorados.

Etapas para a realização da análise SWOT

Com a equipe devidamente escalada, o primeiro passo para a criação da análise SWOT é realizar um levantamento do maior número possível de itens para as quatro áreas: Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças, como ilustrado na figura acima.

# Fatores internos: forças e fraquezas

Os dois primeiros quadrantes da matriz SWOT se referem ao ambiente interno da empresa.

Na prática, quer dizer que devem ser enumerados todos os pontos fortes e fracos do empreendimento que o colocam em vantagem ou desvantagem em relação à concorrência. Nesse caso, também é importante ficar de olho no que seus concorrentes estão fazendo para lhe ajudar a identificar as suas forças e fraquezas em comparação a eles.

Para que você compreenda o que deve ser analisado dentro de sua empresa, é preciso olhar para os elementos essenciais dentro dela que façam com tenha um bom desempenho.

Faça essa pergunta a si próprio: “O que torna a minha empresa a melhor no mercado?” Para uns, pode ser a tradição e a credibilidade; para outros, o bom atendimento e a localização; ou, ainda, o suporte e a agilidade. Aliás, quais são os atributos essenciais para que você se destaque no mercado? E qual é a situação da sua empresa em relação a eles?

Eis alguns fatores que você pode analisar para identificar as suas forças e fraquezas:

  • tempo de mercado;
  • reputação no mercado;
  • localização;
  • capacidade de operação;
  • acesso à matéria-prima;
  • materiais e equipamentos;
  • gestão;
  • marketing;
  • recursos humanos;
  • etc.

# Fatores externos: oportunidades e ameaças

O terceiro e o quarto quadrante da matriz SWOT devem ser preenchidos com as oportunidades e as ameaças referentes ao ambiente externo da empresa. É uma etapa que precisa de uma dedicação extra, pois esses fatores externos não são controláveis; eles simplesmente existem. É justamente nessa parte que é preciso identificar se esses fatores são relevantes, de que forma podem impactar no seu negócio e como você poderá lidar com isso.

Nessa etapa, é preciso estar bastante atento a todos os movimentos do mercado em geral, do setor de atuação, da economia, da política, do comportamento do consumidor e os outros movimentos que influenciam no negócio. Dessa forma, é possível identificar tendências e se preparar para elas.

Dentro de todo esse universo do mercado, a análise SWOT da sua empresa precisa, ainda, abranger dois ambientes externos: o microambiente e o macroambiente.

O microambiente tem a ver com o setor em que a sua empresa atua. É hora de identificar as barreiras, a quantidade de concorrentes, se novas empresas representam uma ameaça ao negócio, etc. Analise atentamente alguns itens, como os seguintes pontos:

  • Concorrentes: quantidade de empresas, como é a rivalidade e o relacionamento.
  • Novas empresas que surgem: quais são as barreiras de entrada e as ameaças.
  • Clientes e fornecedores: qual é o poder de barganha deles sobre a sua empresa.
  • Entidades de classe: como é a organização e o poder de pressão.

Em relação ao macroambiente, é preciso identificar o que está além da empresa e do próprio setor, como os índices econômicos, a perspectiva de crescimento (ou não) do país, novos comportamentos sociais e tudo o que pode influenciar o seu negócio. Você e sua equipe, portanto, precisam analisar os seguintes cenários:

  • Econômico (renda da população, índice de inflação, níveis de consumo, etc.).
  • Sociocultural (valores, hábitos de consumo, costumes, crenças, etc.).
  • Político (novos governantes, projetos de lei, ideologia em vigor, etc.).
  • Tecnológico (automação, novas tecnologias, processos operacionais, etc.).
  • Demográfico (nível de escolaridade, crescimento da população, taxa de natalidade, etc.).
  • Natural (sustentabilidade, escassez ou abundância de matéria-prima, níveis de poluição, etc.).

Colocando a análise SWOT em prática na rotina empresarial

Com a matriz SWOT preenchida, é hora de partir para a ação – mais uma vez. É preciso analisar os possíveis movimentos a serem feitos através da análise de todos os fatores internos e externos expostos nos quadrantes. Em outras palavras, é hora de criar estratégias e ações em prol do crescimento e do fortalecimento da empresa.

O principal objetivo aqui é aumentar os pontos positivos e diminuir os negativos, analisando como os quadrantes se relacionam entre si e podem ajudar a criar as estratégias. Exemplos:

# Forças + Oportunidades

Quais são os pontos fortes da empresa que podem ser usados para maximizar as oportunidades identificadas no ambiente externo? Por exemplo: você tem um e-commerce de roupas, e um dos pontos fortes é a agilidade no atendimento. Você identificou que o consumidor está se voltando para um atendimento personalizado via WhatsApp, então, você pode unir a agilidade em seu atendimento e contratar (ou escalar) uma equipe para operar exclusivamente nesse canal de comunicação.

# Forças + Ameaças

Quais são os pontos fortes da sua empresa que podem ajudar a minimizar as ameaças externas? A reputação do seu e-commerce é tão positiva que pode ajudar a reduzir a ameaça de entrar em um novo nicho com concorrência acirrada. Como estratégia, você pode manter o nome e a identidade visual, mas oferecer seus produtos a diferentes nichos, aumentando o alcance da sua loja virtual.

# Fraquezas + Oportunidades

Quais ações você pode fazer para minimizar os pontos fracos da sua empresa através de oportunidades externas levantadas? Se um dos pontos fracos do seu e-commerce for a demora na entrega dos produtos, você pode aproveitar o crescimento das empresas particulares de frete para contornar essa fraqueza.

# Fraquezas + Ameaças

Quais ações você pode fazer para diminuir ou eliminar as fraquezas, minimizando o efeito das ameaças externas? No caso do e-commerce, a concorrência acirrada é uma ameaça externa grave e uma de suas fraquezas é, justamente, a parte de divulgação da sua empresa. O que pode ser feito para reduzir esse problema? Uma nova estratégia de marketing? Lançamento e criação de novos produtos?

Com a análise completa, fica muito mais fácil criar as estratégias para que a sua empresa se fortaleça e saiba tomar as melhores decisões. Na hora de fazer o levantamento inicial, algumas dicas podem ser muito importantes e cruciais para o sucesso:

  • Objetividade: seja objetivo em cada ponto, explicando tudo em poucas palavras.
  • Menos é mais: evite listas longas, procure priorizar os pontos mais relevantes para o negócio. Então, faça uma triagem inicial e coloque apenas o que for mais importante na matriz.
  • Realidade: seja realista e não mascare a realidade dos fatos. Encare os pontos fracos da sua empresa como verdadeiras oportunidades de crescimento.

A análise SWOT é uma aliada de seu negócio e deve ser utilizada sempre que for necessária para a tomada de decisões na empresa. Portanto, reúna a sua equipe e converse com ela sobre esse tema e sua importância para o crescimento não só empresarial, como profissional de cada um. Com um conhecimento profundo sobre o negócio, certamente, ele se tornará mais maduro e o trabalho de todos crescerá.

Mesmo que você ainda não tenha realizado a análise SWOT em sua empresa, é preciso ficar muito atento ao mercado, pois ele pode sinalizar que é preciso realizar adaptações. Por isso, conheça agora mesmo 10 sinais que mostram ser preciso mudar o seu modelo de negócio e até a próxima.