10 dicas de administração de empresas para novos empreendedores

empreendedores novos

O sonho de ser um empreendedor e tornar-se seu próprio chefe é cada vez mais comum entre os brasileiros. A receita? Uma boa ideia, investimentos, estudo, preparação e muito trabalho! Entretanto, manter seu negócio próspero e lucrativo não é tão simples.

Pesquisas indicam que, a cada 100 empresas, cerca de 25 fecham suas portas antes mesmo de completarem dois anos de operação. Veja, no artigo de hoje, 10 dicas de administração de empresas para evitar que isso aconteça com o seu empreendimento.

1. Faça um plano de negócios

Para montar uma casa, por exemplo, é necessário muito planejamento, Não basta apenas o desejo: a ideia surge, mas para que se torne realidade, é preciso construí-la passo a passo. O mesmo serve para empreender: antes de qualquer coisa, é necessário, primeiro, desenvolver seu plano de negócios.

Montar um plano de negócios eficiente é fundamental na administração de empresas. Ele é a maneira de determinar quais estratégias deverão ser seguidas para alcançar o sucesso – os erros ficam restritos ao papel, não chegam ao mercado e o empreendedor consegue, por meio do plano, eliminar incertezas e reduzir riscos.

O plano funciona como uma espécie de roteiro, que deve ser consultado e atualizado periodicamente pelo empreendedor, contendo informações como descrição do negócio, plano financeiro, análise de mercado, plano de marketing, estratégia de precificação, planejamento das operações do negócio e dados complementares que forneçam um raio-x de sua empresa. Há ferramentas que auxiliam nessa etapa, como as disponibilizadas pelo SEBRAE ou o Business Model Canvas.

2. Estude seu mercado

Abrir um negócio sem ter conhecimento do seu cenário atual e das tendências de seu segmento é algo extremamente arriscado e que pode levar ao fechamento precoce de sua empresa. Para que ela seja bem-sucedida, é necessário entender profundamente o ambiente em que está inserida, isto é, conseguir realizar previsões de como será a adesão de seu consumidor ao seu produto ou serviço em certo mercado e competindo com determinada concorrência.

O estudo de mercado ajuda os empreendedores a encontrarem caminhos para iniciar bem os negócios, fazer a administração de empresas com eficácia, além de fornecer subsídios para seus processos de tomada de decisões, ajudando-os a crescer sustentavelmente no decorrer do tempo.

Além disso, conhecer o mercado envolve muito mais do que levantamento de dados e informações: é gostar de pessoas e entender como melhor atendê-las. Estudar o mercado é determinar o que seus clientes buscam e o que seus concorrentes já oferecem.

Uma boa forma de fazer este diagnóstico é visitar estabelecimentos que ofereçam o que você pretende fazer. Seja crítico e determine as dificuldades pelas quais os clientes passam: foi fácil achar a empresa? O produto/serviço é de qualidade? Existe pós-venda? Identifique os erros encontrados na concorrência e utilize esse diferencial para reduzir suas chances de falha e aumentar a satisfação de seu cliente.

3. Planeje antes de agir

Há algumas noções básicas de administração que servem para ajudar o seu negócio a obter sucesso. O planejamento é uma das práticas que devem ser adotadas, já que, por meio dele, as tomadas de decisão são norteadas e fundamentadas em fatos e não em feeling ou ‘achismos’.

Aqui, são definidos os objetivos, prazos, as metas, os planos de treinamento de seus funcionários, etc. Tenha foco: o segredo é fazer algo muito bem, ao invés de dez coisas mal feitas. Tente entender todas as esferas de sua organização, balanceie a iniciativa com o planejamento afim de não sofrer desperdício de recursos.

Para fazer seu planejamento de modo seguro e utilizando as boas práticas e tendências do mercado, nunca deixe de aprender: a especialização é uma vantagem competitiva tanto para o empreendedor quanto para seu negócio – se você estiver atualizado, sua empresa também estará!

4. Aposte fortemente na construção do seu networking

Ter uma boa rede de relacionamentos é fundamental e deve ser uma prática adotada para ampliar as oportunidades de negócio. O networking é uma forma de trabalho colaborativo, já que compartilhando algo que conhece, o empreendedor receberá, como troca, apoio, novos contatos, sugestões e críticas construtivas; é um processo de construção de contatos profissionais motivada por interesses mútuos.

Participar de eventos empresariais, de associações de classe, cursos, workshops são formas de ampliar sua rede de contatos.

Hoje, o ambiente online assume um papel fundamental para o sucesso dos negócios – e, também, para o networking. É importante inserir tanto a sua empresa quanto o seu próprio perfil em redes sociais – há diversas redes que oferecem espaços para que empreendedores façam networking –, participar de fóruns, divulgar seu empreendimento utilizando os espaços da internet.

5. Conheça empreendedores prósperos

Esqueça o medo de que alguém possa copiar seu projeto e compartilhe seus pensamentos com aqueles que já passaram por uma experiência semelhante a sua. Veja o exemplo das empresas do Vale do Silício: lá, os empreendedores compartilham amplamente ideias e conhecimento a fim de obter feedback rápido e qualificado antes de tomar decisões importantes.

Dessa forma, eles reduzem suas chances de erros e já realizam prontamente ajustes em seus projetos antes de executá-los. Lembre-se: quando compartilhado, o conhecimento é multiplicado.

Assim, conheça empreendedores de sucesso, busque aprender com eles e obter auxílio na administração de sua empresa.

6. Seja “boa praça” com todos

Novamente, nos deparamos com a necessidade de relacionar-se bem. O empreendedor deve ter os fornecedores, como parceiros de negócio, e mostrar para eles sua importância no processo da organização: por meio dos insumos, os clientes são atendidos, ficam satisfeitos e são fidelizados.

A empatia é um fator essencial nas relações de trabalho, que permite um clima organizacional saudável e um ambiente laboral que fomenta o crescimento de todos. Conheça seus colaboradores, desenvolva uma liderança aproximativa por meio de uma gestão efetiva do capital humano e elogie o bom trabalho executado, valorizando sua equipe. Um empreendedor de sucesso nunca trabalha sozinho; tenha em seus sócios ou parceiros sua fonte de inspiração, aprenda com eles e relacione-se bem com todos.

7. Não deixe nada para depois

O empreendedor deve lidar com finanças, recursos humanos, plano de negócios, impostos, mudanças na legislação… Essas tarefas estão ligadas ao foco da empresa e não devem ser deixadas de lado. Procrastinar não é solução: se um problema surgiu, resolva!

Deixar tarefas para depois impacta no cumprimento de prazos, na qualidade de seu trabalho, na perda de clientes e mesmo nas finanças de sua empresa – há estatísticas que sugerem que 40% das pessoas têm perdas financeiras em função da procrastinação.

Não assuma compromissos que não serão cumpridos e procure sempre entender o porquê de realizar cada tarefa ou ação, assim você desenvolverá um senso de utilidade para elas, motivando-se mais facilmente a desenvolvê-las e não deixá-las para depois.

8. Separe as finanças pessoais das finanças da empresa

O controle financeiro é fundamental na administração de empresas e para o sucesso de seu negócio. Misturar as contas pessoais com as da empresa é um erro que acaba comprometendo o planejamento, o orçamento e mesmo a sustentabilidade de muitos empreendimentos.

Gerencie os gastos e lucros separadamente para que não ocorram misturas e jamais leve contas de casa para a empresa e vice-versa. Se você obtiver lucro acima do esperado, invista ao invés de comprar algo para sua casa, por exemplo.

9. Adote estratégias de comunicação

As estratégias de comunicação devem ser adotadas em qualquer segmento de atuação e independentemente do porte de seu negócio. Diversas opções que não envolvem grandes custos estão disponíveis: utilize as redes sociais como aliada, envie newsletters para o e-mail de seus clientes informando a respeito das promoções e das novidades.

Você deve conhecer aquela máxima que diz que “quem não é visto, não é lembrado”, certo? Ela se aplica, também, para a administração de empresas, portanto, seja criativo para tornar-se presente na vida de seu cliente, sem cair no esquecimento e sem dar espaço para que ele se relacione com seu concorrente.

10. Aposte em crescer

Investir na ideia, no tempo e nas pessoas traz grandes chances de sua empresa crescer. Não tenha medo, deseje ascender continuamente. Saia de sua zona de conforto e não fique acomodado – a ambição, quando bem gerenciada, ajuda a manter a confiança, a nos desafiarmos a sempre melhorar nosso empenho e resultados. Planeje suas ações, mantendo o sonho vivo e tenha força de vontade para superar os obstáculos e prosperar.

Para que seu negócio prospere e tenha sucesso, você precisa se dedicar por completo, ter inteligência emocional, planejar e se manter aberto às mudanças. Dedique-se em encontrar soluções viáveis para problemas reais, escute seus clientes e faça tudo com dedicação e qualidade.

Você tem alguma dúvida ou dica para compartilhar com outros novos empreendedores? Já utiliza alguma das dicas que apresentamos na administração de empresas? Conte pra gente sua experiência aqui nos comentários e até a próxima.