Qual é a diferença entre College e University nos EUA?

Ao longo dos anos, fomos perguntados por vários interessados qual é a diferença entre College e University.

Isso pode gerar confusão, pois esses termos podem significar coisas diferentes a depender do país (EUA, Canadá, Reino Unido, etc.) e do contexto (credenciamento, enfoque ou tamanho). Outra confusão comum é a que se faz entre College e Community College (ou Two-Year College), que também será explicada neste texto.

Esse texto entrará em detalhes apenas no sistema educacional dos EUA. Outros países de língua inglesa como Canadá, Reino Unido, Índia, Austrália, etc. podem ter significados e regulações diferentes quanto aos termos “college” e “university” e não serão abordados neste texto.

Quanto ao credenciamento

Uma resposta rápida para a diferença entre College e University em relação ao tipo de credenciamento nos EUA é simples: não há diferença.

Trata-se apenas de uma diferença de nomenclatura.

Isto é, não há nada que somente uma instituição de ensino que utilize o nome University possa oferecer que uma instituição de ensino que utilize o nome College não possa também e vice-versa.

Ambos, Colleges e Universities, podem oferecer cursos de qualquer nível, sejam eles de graduação, especialização, mestrado ou doutorado.

Por exemplo, isso fica bastante claro na legislação do estado da Flórida sobre instituições de ensino privadas quando se especifica o que são “Colleges” e “Universities”, no Florida Statutes Chapter 1005.02 (04):

(4) “College” or “university” means any incorporated postsecondary educational entity, and its additional locations, offering a substantially complete program that confers or offers to confer at least an associate degree requiring at least 15 semester hours or the equivalent of general education, or that furnishes or offers to furnish instruction leading toward, or prerequisite to, college credit. The terms include any college-credit-granting independent educational institution that is chartered in this state and any center or branch campus within this state of an out-of-state institution at the college-credit level.

Que em tradução livre para o português, fica:

(4) “College” ou “university” significa qualquer entidade educacional incorporada, e suas localidades adicionais, oferecendo um programa substancialmente completo que confira ou ofereça conferir no mínimo um “associate degree” requerendo no mínimo 15 horas semestrais ou o equivalente em estudos gerais, ou que forneça ou ofereça fornecer instrução direcionada a, ou que seja pré-requisito de, créditos no nível de “college”. Os termos incluem qualquer instituição educacional independente que conceda créditos no nível de “college” que esteja neste estado e qualquer centro ou campus filial neste estado de uma instituição sediada fora do estado que conceda créditos no nível de “college”.

Essa característica causa estranheza a brasileiros que tem conhecimento somente sobre o sistema de ensino superior brasileiro, no qual há diferenças claras de prerrogativas entre instituições que utilizem os termos “faculdade”, “centro universitário” e “universidade”.

Como a tradução literal da palavra “college” é normalmente aceita como “faculdade” e a da palavra “university” como “universidade”, é comum que pessoas que não conheçam o sistema educacional americano assumam que as mesmas diferenças de prerrogativas que se aplicam no Brasil aplicar-se-iam nos EUA, o que é um erro conceitual.

A título de exemplificação, todas as instituições de ensino superior privadas credenciadas na Flórida possuem as mesmas prerrogativas e passam pelos mesmos processos de credenciamento e autorização de cursos, independentemente de utilizarem o termo “college” ou “university” em seu nome. Isto é, a preferência por qualquer um dos termos é apenas uma opção da instituição de ensino.

Na linguagem coloquial

Na linguagem coloquial, muitas vezes um “college” pode ser percebido como uma instituição de ensino menor que uma “university” ou também como uma das escolas contidas dentro de uma “university”. Já uma “university”, pode soar como uma instituição de ensino maior que um “college”.

Outra abordagem comum nos EUA, é utilizar a palavra “college” para se referir a estudos/cursos no nível de graduação (undergraduate em inglês) e a palavra “university” para se referir a estudos/cursos no nível de pós-graduação (graduate em inglês).

Embora utilizadas na linguagem coloquial, tais interpretações não necessariamente encontram respaldo na prática, pois há vários “colleges” muito grandes e é comum que instituições com o nome “college” ofereçam cursos tanto de graduação quanto de pós-graduação até o nível de doutorado (PhD).

Por exemplo, fundado em 1769, uma das melhores e mais tradicionais instituições de ensino dos EUA (sendo inclusive membro da exclusiva Ivy League) optou até os dias de hoje por utilizar o termo “college” em seu nome: o Dartmouth College.

Outros importantes exemplos são o Boston College (fundado em 1863) e o tradicional e renomado College of William & Mary (fundado em 1693).

Community Colleges (Two-year colleges)

Nos EUA, utiliza-se muito o jargão “first go to college, then go to university” (em tradução livre: você primeiro vai para o college, depois vai para a university), principalmente em escolas públicas de ensino médio.

Nessa expressão, o termo “college” geralmente se refere a um “Community College” (também chamado de “Two-Year College” ou, antigamente, de “Junior College”), pois muitos americanos de baixa renda ou imigrantes iniciam ou tentam continuar sua jornada no ensino superior nessas instituições.

Em geral, os Community Colleges oferecem cursos técnicos rápidos voltados para a comunidade local e também cursos até o nível de “Associate Degree”, que é um curso de duração de 2 anos, cujas disciplinas são ministradas no nível de graduação. Há raras exceções de Community Colleges que oferecem curso de bacharelado.

O objetivo de um aluno ao completar um Associate of Arts, sub-tipo genérico de Associate Degree, em um Community College é normalmente o de aproveitar os créditos do curso como metade do caminho para a obtenção de um título de bacharelado em algum College ou University.

Muitos Community Colleges possuem convênios para transferência automática de créditos para instituições de ensino públicas. Essa transferência geralmente é condicionada a aprovação com boas notas durante os estudos no Community College.

Muitas pessoas procuram os Community Colleges porque os custos são muito mais acessíveis quando comparados com outras instituições de ensino e porque a política de admissão é “aberta”, conforme confirma o Community College Completion Report de 2010:

“… Community colleges – often referred to as democracies colleges—have long prided themselves as being open access institutions, providing opportunity for any student who desires to attend. Funding models were built on the number of students served, and entrance requirements allowed all who had a high school diploma, or the equivalent to enroll for classes.”

Que em tradução livre para o português, fica:

Os Community colleges – muitas vezes conhecidos como colleges democráticos – sempre se orgulharam de serem instituições de acesso aberto, provendo oportunidade para quaisquer alunos que queiram frequentá-las. Os modelos de financiamento foram construídos sobre o número de alunos atendidos e os critérios de admissão permitiram que todos que possuíssem um diploma de ensino médio, ou o equivalente, pudessem se matricular.

Em contrapartida, em Colleges e Universities, os custos são mais altos e os critérios de admissão são mais restritivos. Isto é, há muitos casos em que a admissão de alunos é negada em Colleges e Universities e a única opção acessível a esses candidatos se torna um Community College.

 

De acordo com o Fast Facts de 2017 da American Association of Community Colleges, a média de idade dos alunos dos Community Colleges em 2017 foi de 28 anos de idade, 62% dos alunos estudam somente em período parcial e o custo médio de mensalidades foi de $293 dólares, enquanto em Colleges e Universities públicas foi de $804 dólares. Além disso, o relatório de 2015 da mesma associação mostra que a taxa de graduação dos Community Colleges foi de apenas 39%.

Conclusão

Não há diferença prática entre instituições que utilizem “college” ou “university” em seus nomes. Ambos “Colleges” e “Universities” podem obter autorização para oferecer cursos até o nível de doutorado (PhD), podem oferecer poucos cursos, podem oferecer muitos cursos, podem ser grandes ou podem ser pequenas.

A única exceção são os Community Colleges que, em geral, oferecem somente cursos até o nível de Associate Degree.