Navigation

Administração
Diferenciais de um bom gestor
10 diferenciais de um bom gestor

O mundo corporativo já reconheceu a importância de uma boa gestão, para o crescimento e sucesso dos negócios, e por isso é possível perceber uma série de iniciativas no sentido de identificar e preparar gestores, para que sejam capazes de assumir suas equipes, de forma eficiente e segura. Mas é importante compreender que o profissional que exerce a função de gestor deve englobar diversas habilidades, tais como uma visão técnica, financeira e estratégica sobre os recursos disponíveis e desafios a serem vencidos, bem como aspectos comportamentais, como maturidade, equilíbrio, credibilidade, educação, motivação e engajamento.

Um bom gestor é essencial para a construção e manutenção de equipes de alto rendimento, competentes e capazes de superar os mais diversos obstáculos. Além do gerenciamento correto de informações, do direcionamento dos profissionais, da tomada de decisões e do atingimento de metas, é necessário também agir como fator agregador, que orienta e incentiva.

Conheça alguns dos diferenciais de um bom gestor

1. Formação gerencial

Bons gestores precisam de uma formação gerencial adequada, ou seja, é necessário ter conhecimento técnico suficiente, conquistado através de aprendizado constante, experiências profissionais, e cursos de pós-graduação, especialização ou atualização, nas áreas de interesse. É necessário saber administrar recursos, custos, projetos e prioridades. Esse know-how facilita a gestão da equipe, dos objetivos e dos indicadores.

2. Conhecer o negócio

Para ser um bom gestor, é essencial conhecer o negócio, a situação de mercado, concorrentes, fornecedores, clientes, os impactos causados por medidas econômicas e políticas, as novas tendências e tecnologias e principalmente os desafios imediatos e futuros. Em resumo, o gestor deve compreender todo o cenário e também a estratégia da empresa, para então poder atuar de forma efetiva, para o atingimento das metas traçadas.

3. Flexibilidade

Diante de um mercado cada vez mais dinâmico, envolvido por diversos fatores, como a evolução tecnológica, a globalização, a mudança do perfil do consumidor e altos níveis de competitividade, os gestores precisam ter flexibilidade e capacidade de adaptação às novas realidades. Resistências e negativas, não são comportamentos de um bom gestor.

4. Foco em resultados e em pessoas

Novamente por conta da imensa competitividade do mercado atual, todas as empresas buscam atuar com foco em resultados e em pessoas. Em outras palavras, é fundamental adotar práticas de gestão de pessoas, que assegurem a formação de equipes de alta performance, pois são essas equipes que garantirão os resultados, de modo constante e sustentável. Assim, os gestores devem atuar fortemente para propiciar um clima organizacional produtivo e saudável, atrair e reter talentos, estimular o pensamento criativo, incentivar o senso de coletividade e complementariedade, bem como estabelecer e monitorar as metas e os prazos de entrega, de modo transparente e constante.

5. Gestão com base na coerência

A coerência deve fazer parte de qualquer gestão, pois é a peça-chave para a construção de uma relação de confiança entre colaboradores e gestores. É preciso que o discurso e as atitudes estejam alinhados. Cabe ao bom gestor dar o exemplo, obedecer às políticas internas, agir com imparcialidade e reafirmar a cultura organizacional.

6. Autoconhecimento

O autoconhecimento é uma competência fundamental a um bom gestor, que pretende liderar seus colaboradores. Neste processo, é preciso reconhecer as próprias limitações, fraquezas, motivações, expectativas e valores, para então desenvolver habilidades básicas à liderança, como a confiança, a humildade e a capacidade de compartilhar. Uma ferramenta bastante útil aos profissionais que buscam o autoconhecimento é o coaching de carreira.

7. Inteligência emocional

Outra característica encontrada nos bons gestores é a inteligência emocional. Para liderar uma equipe, é preciso saber administrar as emoções, as pressões, tensões e conflitos do cotidiano, além de gerenciar imprevistos, falhas, urgências e prazos apertados, sempre com calma e maturidade.

8. Capacidade de comunicação

A produtividade das equipes depende muito da qualidade da comunicação existente, entre gestores e colaboradores. Também cabe ao bom gestor se comunicar de forma clara e assertiva, compartilhar informações e orientações, definir e divulgar metas individuais e coletivas. É fundamental que haja uma verdadeira disposição em se fazer entender, bem como de ouvir ativamente os profissionais, suas ideias, opiniões e sugestões.

9. Treinamento e desenvolvimento

O desenvolvimento das equipes deve ser uma prioridade para os bons gestores. Iniciativas importantes, como o planejamento de treinamentos técnicos e comportamentais, a criação de espaços para a participação dos colaboradores, a organização de grupos de estudo e de times multifuncionais de trabalho, são sempre bem-vindas. Afinal, equipes capacitadas, produzem mais e melhor.

10. Atitude positiva

Atitude positiva é fundamental a um bom gestor e tem impacto direto no ambiente de a trabalho. É facilmente percebida através de comportamentos que demonstram motivação, entusiasmo, engajamento, educação e confiança, e assim incentivam os demais colaboradores a adotarem a mesma postura, ajustada às estratégias e à cultura da empresa.

am_cta_ebook07_gestoralta

A equipe de Redação da Ambra é formada por profissionais especializados em redação, marketing, finanças, empreendedorismo, administração e gestão. Estes profissionais são os responsáveis por criar conteúdo informativo e que ajudam a inovar e resolver problemas do mercado.