8 principais dificuldades para crescer na carreira

Mature businessman reading a magazine

Quem age sem planejamento e não tem espírito de equipe acaba por se sabotar profissionalmente. Essas e outras atitudes que dificultam o crescimento na carreira são as grandes responsáveis por frustrar inúmeros profissionais no mercado de trabalho. Muitas vezes, eles nem enxergam que estão tomando atitudes que acabam minando a carreira.

Se o ambiente de trabalho precisa de profissionais que tenham objetivos comuns e que almejam crescer profissionalmente, vale a pena rever atitudes e situações que podem emperrar o seu desenvolvimento.

Saiba, a partir de agora, quais são os principais obstáculos para crescer na carreira:

1. Dificuldade para sair da zona de conforto

A zona de conforto é aquela região repleta de desculpas que você arruma para não ter que fazer algo que fuja da sua rotina. Encrustada no cotidiano de trabalho de muitos profissionais, essa área promove uma falsa sensação de segurança e comodidade, porém você não nota que te impede de crescer profissionalmente.

Com medo de arriscar e errar, você deixa de propor novas ideias ao chefe, evita assumir novas responsabilidades e centraliza tarefas e responsabilidades. Mas, lembre-se: é praticamente impossível adquirir experiência e evoluir na carreira sem aceitar (e superar) novos desafios.

2. Desorganização

Manter uma rotina organizada é fundamental para que você consiga avaliar o rendimento do seu trabalho. Muitos profissionais insistem em ignorar esse ponto, o que acaba transformando em uma bola de neve que, com o tempo, acaba sufocando a carreira.

A rotina organizada deve ser mantida dentro e fora do trabalho, uma vez que você não vai querer que sua vida pessoal e sua vida profissional entrem em conflito.

Por isso, além de cuidar da sua agenda e planejar suas atividades profissionais, faz parte da rotina organizada conciliar uma alimentação adequada, dormir a quantidade de horas necessárias para um descanso completo, estabelecer horários para seus compromissos particulares e cuidar de si mesmo.

3. Falta de autocontrole

Desenvolver o autocontrole é fundamental para crescer na carreira. Mesmo tarefas dais quais não gostamos muito acabam, de uma forma ou de outra, fazendo parte de nossa rotina.

No ambiente de trabalho, o trato com essas tarefas e outras adversidades deve ser feito com cautela. Identifique quais são as suas distrações e pontos que te levam a perder o foco. Você sabia que até o hábito de checar as notificações do smartphone de vez em quando é capaz de te deixar menos produtivo?

4. Falta de humildade ou vergonha de pedir ajuda

Profissionais que não buscam a ajuda dos colegas de trabalho são vistos como centralizadores, que não confiam nas capacidades dos demais para a execução de determinadas tarefas. Se essa atitude faz parte da sua rotina, tenha cuidado. É extremamente prejudicial para a sua carreira profissional. Por analogia, um profissional centralizador é visto como inimigo do trabalho em equipe.

Além de sobrecarregar, esse tipo de atitude faz com que você perca oportunidades únicas como aprender determinados conhecimentos com colegas especialistas. Por isso, sempre que necessário, não tenha medo pedir ajuda e compartilhar responsabilidade.

5. Falta de foco e tempo

A falta de tempo está fortemente relacionada com a dificuldade de definir e gerenciar prioridade, enquanto a ausência de foco tem a ver com a dificuldade de manter o autocontrole. Organizar um cronograma diário de atividades pode ajudá-lo a superar os dois impasses.

Todas as tarefas que você realiza rotineiramente devem ser organizadas por ordem de prioridade, de forma que facilite a identificação do que precisa ser feito primeiro.

6. Desmotivação

A desmotivação é outro vilão capaz de atravancar o seu crescimento profissional. E a complicação é que ela nunca vem sozinha, estando ligada sempre a outros fatores como a rotina desgastante, a improdutividade, a falta de reconhecimento, o cansaço e o estresse.

Por isso, é importante que você entenda que a motivação deve depender muito mais de você do que das pessoas com quem você conviver. Para driblar a desmotivação, tenha sempre em mente os seus objetivos profissionais e jamais desista diante dos obstáculos que a vida impõe.

7. Negativismo

É quando você desiste de um desafio, sem nem mesmo tentar superá-lo. O excesso de negativismo está presente no cotidiano dos profissionais que são inseguros, desmotivados e não querem sair da zona de conforto.

Para esses profissionais, tudo o que foge do habitual está fadado a dar errado. Esse negativismo impede o crescimento na carreira, visto que as promoções de cargos sempre vêm acompanhadas de novas responsabilidades e tarefas.

Nenhum gestor gostaria de entregar essas oportunidades para aqueles que sempre reclamam de tudo e enxergam o trabalho somente com um olhar restrito à zona de conforto.

8. Dificuldade de compartilhar o sucesso

Deu certo? Compartilhe! Comemore! Jamais guarde os resultados positivos das suas iniciativas somente para você. O reconhecimento pelos demais colegas de trabalho e de profissão faz com que o profissional se sinta ainda mais motivado para obter novas conquistas e ainda serve de vitrine para mostrar as suas principais qualidades.

É bom ser reconhecido, principalmente se a conquista foi fruto de muito esforço e dedicação. E se outro colega contribuiu para esse feito, não se esqueça de destacar também o mérito dele.

9. Falta de habilidades de liderança e gestão

Os líderes são pessoas capazes de influenciar pessoas, motivando-as a compartilhar causas e alcançar os objetivos comuns. Isso quer dizer que as habilidades e as competências de um líder são muito valorizadas por todas as empresas, independentemente do segmento de mercado em que atuam.

Os profissionais que lideram são fundamentais nas organizações, pois ajudam a superar expectativas, são exemplo para os liderados, conduzem o time para o alcance de metas e objetivos, conhecem as potencialidades de cada membro da equipe e, sobretudo, são motivadores não só no trabalho mas também para a vida.

Sem essas qualidades, dificilmente você conseguirá alcançar e se manter em um posto cuja responsabilidade envolva o o trata com uma equipe.

E você, deseja melhorar a sua produção no trabalho? Leia o nosso próximo artigo  e conheça as 6 ferramentas de produtividade que vão turbinar a sua rotina de trabalho!