Navigation

AMBRA College
currículo atrativo para o mercado
Passo a passo para fazer um currículo atrativo para o mercado

Os processos de seleção estão em constante atualização, tornando-se muito mais dinâmicos e personalizados.

Comumente, o primeiro passo para participar de um desses processos é o envio de currículo, e um material mal elaborado pode diminuir as suas chances de participar das etapas seguintes do recrutamento.

“A primeira impressão é a que fica”, essa premissa vale para os currículos, também, já que pode não haver uma segunda chance para o candidato conquistar a tão sonhada vaga. Os recrutadores levam, em média, 30 segundos realizando uma pré-avaliação dos currículos para saber se eles serão mantidos ou descartados daquele processo seletivo.

Assim, um currículo simples, porém funcional, sem erros e que contenha informações verdadeiras aumenta a possibilidade de o candidato receber melhores oportunidades de trabalho.

É importante ter em mente que não há uma única regra para a elaboração de um currículo atrativo para o mercado. Mas há alguns passos que podem ser seguidos e que irão auxiliá-lo a ganhar destaque nos processos seletivos.

Os recrutadores recebem, diariamente, diversos currículos – há um estudo que aponta que, para cada vaga, são recebidos, em média, 188 documentos– e, para que o seu ganhe destaque e cause uma boa primeira impressão, reunimos, a seguir, dicas valiosas que poderão ajudá-lo a colocar o seu perfil em evidência. Confira!

10 passos para elaborar um currículo atrativo para o mercado

1. Liste todos os canais de contato que você tem

É importante listar todos os canais de contato que você possui: telefone, e-mail, redes sociais, etc., e eles devem estar atualizados.

Tratando-se de e-mail, evite utilizar apelidos ou expressões muito coloquiais – nada de usar “gatinha@…”, por exemplo, essa atitude pode demonstrar falta de maturidade e seriedade e não passará despercebida.

Forneça a maior quantidade de opções de telefone possível: fixo, celular e contato (especificando o nome da pessoa responsável). A troca de operadoras, hoje, é algo bastante rotineiro, deixando apenas um número de celular no currículo, é possível que ocorra uma troca durante o recrutamento e, em uma próxima etapa, o telefone informado não seja mais utilizado e a empresa não consiga fazer contato com você.

Utilize as redes sociais sempre com bom senso, pois elas são uma fonte de pesquisa bastante utilizada pelos recrutadores durante os processos de seleção. Jamais utilize canais online para falar mal do emprego que deixou, do antigo chefe ou expor detalhes de clientes. Se alguma informação for relevante para explicar uma motivação ou descontentamento, prefira deixar para a entrevista ao invés de disponibilizá-las nas redes sociais, que são locais de acesso público.

Por fim, além de listar os canais de contato, lembre-se de monitorá-los com regularidade. Imagine perder a oportunidade de seus sonhos por não ter checado seu e-mail?

2. Exponha sua experiência profissional de maneira sincera

De acordo com um levantamento, 58% dos gerentes de recrutamento disseram ter encontrado mentiras nos currículos analisados. Em momento de crise, esse percentual registrou aumento de 33%.

Entre as mentiras mais comuns estão as que tangem às habilidades do candidato, as responsabilidades exercidas em cargos anteriores, período em que permaneceu em um emprego, cargo que desempenhou anteriormente, sua formação acadêmica, nome de empresas em que trabalhou e prêmios e reconhecimentos obtidos.

Na ânsia por conquistar a vaga, sobretudo em momento de instabilidade, as pessoas podem se sentir tentadas a exagerar em suas habilidades ou experiências. Não cometa esse erro: a veracidade das informações será checada ou aparecerá no dia a dia. Não infle sua carreira nem exagere nos objetivos alcançados para ter um currículo atrativo para o mercado.

Essa questão atingiu tanta proporção que já há, inclusive, empresas especializadas em garantia de autenticidade de informações incluídas nos currículos, como é o caso da Currículo Autêntico.

As mentiras nesse documento podem, inclusive, gerar implicações legais, chegando a ocasionar dispensa por justa causa – e o ocorrido pode ser enquadrado como crime de falsidade ideológica.

Em outro estudo, mais de 50% dos recrutadores afirmaram que a mentira seria responsável pela eliminação imediata do candidato do processo seletivo. Para iniciar qualquer relacionamento, inclusive o profissional, é preciso confiança, e se já na apresentação você mentir, como a empresa confiará no seu trabalho?

Outro ponto importante é que, caso você tenha experiência profissional em mais de uma área de atuação, a recomendação é criar um currículo para cada uma delas e os enviar conforme as oportunidades surjam, deixando esses documentos personalizados e otimizados para cada tipo de seleção. Do contrário, o recrutador poderá interpretar o excesso de informações como uma possível falta de foco.

Inclua dados relevantes, como o nome, segmento e porte da empresa. Informe o período em que você atuou, os cargos exercidos e a descrição das principais atividades. Destaque sua situação atual já no início do currículo, essa é uma das informações mais importantes para os recrutadores.

Não se esqueça de incluir os resultados que foram alcançados e as melhorias implementadas graças à sua atuação. Esse diferencial tornará seu currículo atrativo para o mercado.

3. Fale dos seus objetivos de crescimento, qualidades e habilidade profissionais

Deixe seu objetivo profissional bastante claro para que o recrutador identifique as suas ambições e metas de carreira.

Resuma suas habilidades profissionais, salientando os resultados obtidos em cada experiência da sua trajetória sem se autoelogiar, apenas relate de maneira sincera as suas qualidades. Cuidado com o uso de adjetivos e elogios em excesso.

4. Os cursos e eventos que já participou são uma grande arma profissional

Para tornar seu currículo atrativo para o mercado, inclua cursos e eventos que sejam pertinentes à sua área de atuação. Caso esteja se candidatando a uma vaga de Analista de TI, por exemplo, deixe aquele curso de corte e costura que tanto lhe causa orgulho de fora do documento.

A pós-graduação vem se constituindo em um diferencial cada vez mais importante no currículo e na carreira das pessoas. Uma pesquisa aponta que possuir uma pós-graduação lato sensu pode aumentar sua renda em até 12,4%.

E se você está precisando melhorar esse ponto de seu currículo, saiba que a Ambra oferece cursos que irão alavancar sua carreira profissional e aumentar a sua visibilidade, tais como:

  • Cursos rápidos: finanças pessoais e ‘Doing business in the US’.
  • Graduação: Direito Brasileiro e Administração.
  • Pós-graduação: pós em Business e especialização em mediação.

Com a alta competitividade encontrada no mercado de trabalho, estar sempre se atualizando e adquirindo novos conhecimentos é fundamental para sua boa empregabilidade. Participar de cursos e eventos demonstra o quanto você se dedica à carreira e como se esforça para se aprimorar e se desenvolver.

5. Sempre fale dos projetos em que você já participou

Trabalho voluntário sempre chama a atenção do recrutador e gera um destaque ao currículo, pois se trata de uma atividade não remunerada que exige tempo, dedicação, autonomia e proatividade do candidato.

Também é interessante falar sobre projetos envolvendo planos de melhoria ou alguma ideia inovadora colocada em prática em seu antigo trabalho. Projetos realizados durante a faculdade também somam pontos.

6. Ter conhecimento em inglês conta muito

Uma pesquisa do British Council identificou que apenas 5% dos brasileiros falam inglês e menos de 1% realmente apresenta algum grau de fluência. E isso é alarmante quando há áreas em que, a cada 10 entrevistas de emprego, 8 são realizadas em inglês.

Com a internacionalização das empresas e a globalização dos mercados, o inglês faz cada vez mais parte das rotinas dos ambientes de trabalho, seja para fazer comércio com outros países, participar de reuniões remotas ou mesmo para buscar atualização profissional em fontes estrangeiras.

Assim, é importante dominar o idioma e destacar seu conhecimento de inglês para um currículo atrativo para o mercado. Mas seja honesto com relação ao seu nível de domínio. Lembre-se de que o conhecimento pode ser testado a qualquer momento durante o processo seletivo ou até mesmo depois de contratado, ao desempenhar suas funções.

7. Não utilize fotos

Não há necessidade de utilizar fotos no currículo – você está se candidatando a uma oportunidade profissional e não a vagas de modelo fotográfico!

O objetivo do currículo é destacar as qualificações do candidato e demonstrar de que forma ele é atraente para o mercado – tudo isso de modo profissional.

Forneça fotos apenas se for uma exigência da empresa e, nesse caso, escolha uma imagem sóbria, profissional e que demonstre seriedade –nada de fotos na praia ou em baladas!

8. Faça uma boa formatação no documento

A apresentação visual do currículo também conta pontos. Não escolha fontes muito rebuscadas e que possam comprometer a legibilidade de seu currículo. Prefira uma fonte simples, como Arial, Verdana ou Times New Roman, com tamanho 12 para o conteúdo em geral, 14 para subtítulos e 18 para que seu nome tenha destaque.

Seu currículo precisa ser completo, dando ênfase para o que é mais importante. Recursos como o negrito podem ser utilizados para isso, por exemplo, no nome das empresas em que você trabalhou.

Separe todas as informações – as pessoais, as referentes à formação e as relacionadas à experiência profissional, obedecendo a uma ordem cronológica, tornando a apreciação do documento mais “limpa”, objetiva e direta. Não polua o documento com excesso de informações; limite-se a utilizar, no máximo, duas páginas e vá direto ao ponto, não exagere em negritos e em espaçamentos; o recrutador perceberá se você utilizar esses recursos para tentar mascarar a falta de informações.

Dedique bastante atenção à revisão ortográfica, peça para que alguém leia o seu currículo com olhar crítico, verificando a clareza das informações e procurando erros que possam ter passado despercebidos devido ao seu nível de envolvimento com esse documento. Seu currículo não pode apresentar erros de digitação, gramática e pontuação, portanto revise-o atentamente!

Algumas áreas relacionadas à criatividade, como Marketing e Design possibilitam que você inove no currículo, já dando uma prévia do seu trabalho, mas sem deixar de inserir as informações que são necessárias, pertinentes e que fornecerão subsídios para que o recrutador consiga fazer a análise do material.

Além de tudo isso, é imprescindível ter cuidado para que o documento seja entregue sem sujeira, rasuras ou amassado; essa aparência desleixada é imediatamente transferida e relacionada à imagem do candidato que o fornece; o currículo é o seu cartão de visitas e uma ferramenta de atração e vendas para o candidato!

9. Não coloque pretensão salarial

Colocar a pretensão salarial pode assustar ou causar impressão errada no empregador. Só informe esse dado no caso de o anúncio da vaga explicitar essa solicitação. Fora isso, deixe que essa informação seja solicitada no momento oportuno pela empresa.

Fornecendo um currículo objetivo, bem estruturado e atrativo você aumenta suas chances de ser chamado para uma entrevista e poderá dizer, pessoalmente, quanto quer ganhar e negociar valores com o empregador.

10. Foque no seu perfil

O currículo é o documento que formaliza o primeiro contato entre o candidato e o recrutador, e deve atrair o possível empregador, servindo como isca para um convite à entrevista.

Assim, fale do que você sabe, mas, principalmente, fale do que você poderá fazer para gerar valor para a empresa. A personalidade sempre contará muito! Evite os autoelogios, em que são destacados somente as qualidades, sem contemplar os resultados e as experiências já vivenciadas.

Apresente suas realizações; com a atual competitividade do mercado, seu currículo deve realçar a qualidade do seu trabalho, focando nas ações específicas que você utilizou para atender metas, melhorar processos, fidelizar e satisfazer seus clientes. Por exemplo: “fechamento de 200 vendas em 3 meses”, “redução de 20% dos custos do setor”, etc. – sempre que possível, demonstre seus resultados em números.

A leitura do currículo permite que o recrutador tenha uma ideia do perfil profissional dos candidatos, portanto seja original e não preencha modelos que sejam pré-formatados, e que não contemplarão características pessoais que são capazes de destacar o indivíduo dos demais concorrentes.

Conclusão

Apesar de estarmos na era digital e a tecnologia influenciar nosso comportamento e a maneira como nos relacionamos, algumas coisas continuam iguais. A apresentação de um currículo atrativo para o mercado para se candidatar às vagas de trabalho é uma delas; o documento segue sendo a forma adotada pelas pessoas para que elas possam demonstrar interesse por trabalhar em uma determinada empresa.

Esse documento traz a história do candidato, devendo ser atrativo, afinal, ele pode significar o fator decisivo para a conquista ou não de uma vaga. Assim, o currículo atrativo para o mercado deve manter o empregador interessado e disposto a lê-lo até o final. Para isso, é preciso atenção e cuidado quanto à forma e ao conteúdo do documento que, afinal, pode ser o seu passaporte de entrada na vaga de emprego de seus sonhos.

Como você faz para deixar seu currículo atrativo para o mercado? Já utiliza alguma de nossas dicas? Compartilhe sua experiência nos comentários!

am_cta_ebook05_carreirasucesso

A equipe de Redação da Ambra é formada por profissionais especializados em redação, marketing, finanças, empreendedorismo, administração e gestão. Estes profissionais são os responsáveis por criar conteúdo informativo e que ajudam a inovar e resolver problemas do mercado.