Gestão pessoal: como alavancar sua carreira profissional?

Gestão pessoal

Uma das melhores maneiras de impulsionar a sua carreira e levá-la para o próximo nível profissional é desafiar constantemente a si mesmo, aprimorar habilidades, mudar atitudes e expandir seus horizontes.

Trabalhar em seu próprio desenvolvimento profissional é uma ótima e importante forma de alavancar a sua carreira. Se você está querendo dar um passo à frente no trabalho, existem certas atitudes, habilidades e comportamentos que podem ajudá-lo em sua jornada.

Neste artigo, abordaremos alguns passos fundamentais para você alavancar sua carreira profissional por meio da gestão pessoal. Confira!

1. Enalteça e aprimore suas habilidades

Melhore o seu desempenho no trabalho aprimorando, continuamente, as suas habilidades e certificando-se de que seus superiores conheçam os resultados desse desenvolvimento. Os seus conhecimentos e competências aumentarão naturalmente à medida que você se tornar mais experiente na sua função.

Além disso, você pode aperfeiçoar as suas habilidades de trabalho realizando cursos específicos de curta duração e participando de workshops, seminários e treinamentos de atualização, por exemplo.

Conforme especialistas, para se atingir a excelência em sua profissão, são necessárias entre 8 mil e 12 mil horas de experiência prática. Por isso, lembre-se de praticar tudo que aprende e que é relevante para o desenvolvimento de sua carreira, assim você aprimorará suas habilidades e estará em maior evidência em seu ambiente de trabalho.

2. Faça um bom marketing pessoal

Saber transmitir uma boa imagem pode ser tão essencial quanto executar sua função com competência. Essa capacidade de vender a própria imagem é conhecida como marketing pessoal. Conforme Mário Persona, marketing pessoal é o conjunto de ações e atitudes que um profissional adota visando revelar e evidenciar o que ele tem de melhor ao mercado.

Por meio dele, você vai construir uma identidade profissional própria, mostrando os seus valores, competências e diferenciais competitivos para os seus gestores, líderes e seus pares. Ser um excelente profissional pode não ser o suficiente – o mercado precisa saber disso.

Pense em como desenvolver sua “marca pessoal”, assim como as empresas fazem com marcas comerciais. Aperfeiçoe-se e comunique assertivamente seu progresso. Lembre-se de que não é somente no ambiente de trabalho que sua marca é desenvolvida: a internet, hoje, é outro meio importante, portanto, tenha cuidado sobre tudo o que você posta online.

3. Nunca diga que não sabe, ou que não fará algo por “não ser sua função”

Esta dica é para aqueles profissionais que se sentem acomodados e possuem a opinião errônea de que não precisam fazer nenhuma tarefa diferente das que constam na descrição de sua função.

Para se obter sucesso, hoje, você precisa ter paixão pelo aprendizado para poder sempre continuar a crescer – essa é uma das chaves da gestão pessoal. E isso significa que será necessário aumentar as suas habilidades e realizar as mais diversas funções, adaptando-se às novas necessidades do negócio.

Sobretudo em momento de crise, as empresas buscam profissionais que possam ser seus reais parceiros para o sucesso. Mostre que você é flexível e que está disposto a crescer junto com a empresa.

4. Se atualize, sempre

A melhor maneira de manter uma carreira profissional próspera é nunca parar de aprender, então você precisa continuar participando de cursos e workshops para acompanhar as novidades de sua profissão. Além disso, sempre leia notícias e livros sobre tendências que podem afetar sua profissão, a empresa ou a indústria a qual você pertence. Você pode achar que não tem tempo suficiente para isso: se grandes empresários como Mark Zuckerberg e Bill Gates leem rotineiramente, fazem resenhas e participam de clubes de livro enquanto desenvolvem seus impérios, será que justamente você não conseguirá?

Dica: conheça o método Tríade do Tempo para gerenciar seu tempo e comece, já a encontrar brechas para atualizar-se realizando leituras, cursos, etc.

Também avalie investir em uma pós-graduação. De acordo com um estudo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil tem, em 2016, o pior desempenho na criação de empregos em comparação com outros 43 países, em razão da crise econômica. Com esse cenário de ampla concorrência, um título de pós-graduação ou um diploma internacional podem ser fatores decisivos para uma recolocação profissional ou até mesmo uma promoção.

5. Esteja preparado para cair, mas levantar-se em seguida

Cair faz parte da vida e a queda, quando oferece um aprendizado, pode gerar o impulso que faltava para seu aprimoramento ou para uma mudança em sua carreira. O erro e o fracasso interrompem a sua rotina e podem dar a oportunidade de explorar novas soluções, mas somente se você tiver a atitude certa.

Profissionais bem-sucedidos conseguem aprender com as suas quedas e triunfos, em qualquer tipo de situação, tirando lições de todas as suas experiências – as boas e as ruins. Portanto, faça dos obstáculos da sua carreira profissional degraus para o seu sucesso.

6. Tenha humildade para aceitar críticas e sugestões

Lidar positiva e humildemente com críticas e sugestões vindas de outras pessoas é uma habilidade importante. Em algum momento de sua vida profissional você será criticado. Às vezes será difícil aceitar, mas é essencial ter humildade para ouvir e progredir. Saiba que, conforme estudo, os profissionais humildes são os que alcançam melhores resultados no trabalho.

A crítica construtiva é projetada para apontar os seus erros, mas também para mostrar onde e como melhorias podem ser feitas. Ela deve ser entendida como um feedback positivo, que pode ajudar você a melhorar ao invés de colocá-lo para baixo.

7. Invista em networking

Networking é uma das melhores coisas que você pode fazer por sua carreira. Muitas pessoas conquistam o seu trabalho ideal por meio das suas habilidades em fazer networking. O boca a boca e as redes sociais são formas eficientes de expandir suas perspectivas de carreira, permitindo que você construa relacionamentos com pessoas de sua área e com possíveis empregadores. Uma pesquisa recente mostrou que 85% de seus participantes conquistaram um trabalho por meio de sua rede de contatos.

Tente participar de conferências, workshops ou crie sua rede no LinkedIn e cultive conexões com pessoas que você acredita que possam ajudar sua carreira de alguma forma. Você nunca sabe quem pode estar procurando alguém com suas habilidades ou experiência.

8. Não tenha medo de errar – mas sempre aprenda com seus erros!

Errar é normal e todos erram ou já erraram – até mesmo os profissionais bem-sucedidos. O importante é sempre aprender com a situação, e a isso se denomina prática deliberada, quando aprendemos com nossos erros e evoluímos a partir dessa experiência.

Essa é uma prática, inclusive, incentivada nas empresas do Vale do Silício, berço de grandes projetos e empresas inovadoras e bem-sucedidas, como Google, Apple e Facebook. Lá, entende-se que somente erra quem tenta algo novo, que está disposto a se arriscar e gerar diferenciais únicos para o mercado.

9. Não saia da linha e lembre-se de que ser disciplinado é fundamental

Se você espera ser líder um dia, você precisa desenvolver a autodisciplina. Se não consegue se controlar, como será capaz de gerenciar uma equipe inteira? Isso envolve ser pontual no trabalho e resistir à tentação de ignorar aquelas reuniões maçantes que não têm, diretamente, relação com você. Ésquilo já dizia que “a disciplina é a mãe do sucesso”.

Lembre-se, também, de que disciplina significa mais do que riscar itens em sua lista de tarefas. Sua atitude é importante: um funcionário que faz um bom trabalho com uma atitude ruim não vai chegar muito longe na carreira.

10. Seja confiante – não arrogante!

A confiança faz parte do pacote de comportamentos que ajuda a alavancar a carreira e, conforme estudo, é a base para se estabelecer bons relacionamentos profissionais.

A realidade é que as pessoas mais bem-sucedidas nem sempre foram as mais talentosas. Mas aqueles indivíduos tinham algo que os separava da grande massa: uma grande ideia, e a confiança necessária para torná-la realidade.

Entretanto, tenha claro que confiança não é sinônimo de arrogância. Esta está atrelada à falta de humildade, orgulho excessivo e excesso de vaidade. Já o profissional autoconfiante é aquele que realmente se preparou para alcançar seus objetivos, mas que sabe que sempre há espaço para melhorias, para ouvir as contribuições de outras pessoas e aperfeiçoar-se nesse processo.

Flaubert afirmou que “o sucesso é uma consequência, e não um objetivo”, assim, ele não vem por acaso, mas é resultado de muito trabalho e da soma de esforços diários em sua gestão pessoal. Não fique se lamentando ou esperando que sua carreira se alavanque sozinha.

Agora que você já aprendeu algumas dicas sobre como impulsionar sua carreira profissional, que tal entender como fazer um plano de carreira pessoal? Com certeza é outra leitura que ajudará você a alcançar a tão almejada carreira profissional de sucesso!