O que é e como funciona a internacionalização de empresas?

A internacionalização de empresas é uma alternativa real para os empreendimentos em momentos de instabilidade econômica, como o que vivemos em nosso país atualmente.

Obter e garantir a vantagem competitiva frente aos concorrentes deve ser uma busca constante de sobrevivência para qualquer empresa do mercado.

Atuar em segmentos e regiões geográficas diferentes pode ser uma ótima alternativa para organizações que buscam se diferenciar na competição. É nesse contexto que a internacionalização de empresas entra como alternativa principal na abertura de novos mercados.

Neste artigo explicamos o conceito e damos algumas dicas para que você possa entender como a internacionalização de empresas pode se tornar uma realidade para o seu negócio e como isso pode ajudá-lo a garantir a sua vantagem competitiva.

O que é internacionalização de empresas?

A internacionalização de empresas é um conceito que se refere a diversas etapas no processo de atuação de uma empresa em regiões geográficas exteriores ao seu país.

Esse processo pode incluir diversas formas de contato entre a empresa e o mercado exterior, passando pela simples exportação de produtos até a produção em escala no mercado internacional.

De forma geral, a internacionalização é o processo de integração de uma empresa com territórios de outra nação. Tudo se inicia com a decisão da empresa de começar as suas atividades empresariais em outro país, podendo passar por diversas fases de comprometimento.

Por que pensar na internacionalização?

Existe uma série de vantagens e benefícios para empresas que iniciam atividades em outros países.

Todo o processo precisa ser muito bem ponderado e contar com parâmetros que norteiem a execução do projeto, mas, de forma geral, as oportunidades de negócio podem garantir grande vantagem em um mercado cada vez mais competitivo.

Algumas das principais vantagens da internacionalização de empresas são:

Ganho de novos mercados

Um dos incentivos para o início da exploração de outras regiões geográficas é a oportunidade de adquirir mercados consumidores ainda não explorados.

Essa ação pode incluir adquirir consumidores do mesmo perfil daqueles do seu país original ou mesmo a exploração de verticais ainda não testadas.

Outro fator-chave relacionado com o ganho de novos mercados é a possibilidade de ajustar zonas de sazonalidade entre os mercados em que a empresa atua.

Por exemplo, um período de vendas baixas em um país pode ser suprido por um alto volume de vendas em outro.

Dessa forma, empresas que sofrem com vendas sazonais (por estações do ano, por exemplo) podem diminuir essa dependência, focando na produção em outros países.

Diminuição de custos

Uma grande vantagem para quem exporta é a redução da carga tributária oferecida por muitos dos países de destino da exportação.

Na maioria das vezes, e dependendo do segmento da empresa, o próprio governo brasileiro facilita a exportação com a diminuição ou mesmo exclusão de alguns tributos sobre a produção e comercialização.

Tributos como ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e COFINS (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social) podem não sofrer cobranças de acordo com o regime de enquadramento da empresa e segmento de atuação.

Acúmulo de experiências de mercado

Atuar em novos mercados de outros países nem sempre é uma tarefa fácil.

Afinal, é bem provável que ao longo dessa caminhada sua empresa consiga concentrar uma bagagem de experiência que poderá fazer toda a diferença em termos estratégicos para a organização.

Criação de uma marca global

Para competir em mercados internacionais, há uma série de exigências impostas tanto por instituições dos países de origem e destino como pelos próprios clientes do seu novo mercado.

Ao internacionalizar sua empresa, é inerente que seja também melhorado o nível de qualidade do valor agregado aos seus clientes.

Em razão disso, a empresa tem a oportunidade de criar uma marca referência global, com a qualidade de “empresa exportadora”. Isso garante muito mais segurança de compra e consequentemente vantagem sobre os principais competidores do mercado.

Como fazer a internacionalização de empresa?

A seguir, damos algumas dicas que devem ser seguidas para o sucesso do seu projeto de internacionalização de empresa.

Compreenda o mercado de atuação

O passo inicial para planejar a internacionalização é estudar e garantir que o novo mercado de atuação tenha espaço para o seu produto ou serviço oferecido.

Isso inclui pesquisas, prova de mercado, validação de protótipos (em caso de lançamento de produtos) e avaliação de aceitação.

Esse passo inicial pode ajudar sua empresa a economizar energia e investimento em caso de mercados improdutivos.

Entenda a demanda e capacidade de produção

Começar a atuar em um novo mercado é sinônimo de ganho de clientes e volume de vendas.

É essencial, portanto, que você entenda qual é a sua capacidade real de produção ou prestação de serviços e qual é a demanda esperada para quando iniciar suas vendas.

Isso é essencial para garantir a confiabilidade da sua marca no novo mercado, já que nenhuma empresa pretende ser conhecida como aquela que “vende, mas não entrega”.

Enquadre a empresa nos requisitos técnicos e legislação

Além de atuar com eficácia no novo mercado, é essencial que você garanta o cumprimento de todas as exigências e requisitos.

Isso inclui, por exemplo, estar de acordo com a legislação de exportação do país de origem para o seu segmento e a de importação do mercado de destino.

Alguns países têm requisitos técnicos para permitir a entrada de mercadorias, como os países da comunidade europeia. Portanto, é essencial que sua empresa conheça todos eles para começar a internacionalização.

Trace estratégias de comercialização

Quando a operação da internacionalização começar, é essencial que a empresa tenha todos os planos de ação já traçados para a comercialização com o objetivo de não prejudicar sua rentabilidade no mercado.

É importante que o plano de internacionalização cumpra com um planejamento detalhado das estratégias que serão utilizadas no novo mercado de atuação.

Aproveite e conheça o passo a passo de como abrir uma empresa nos Estados Unidos da América.

Gostou do nosso post sobre internacionalização de empresas? Quer ficar por dentro de outras novidades e ter mais dias como essas? Acompanhe nossas redes sociais e acompanhe nosso blog assinando nossa newsletter. E não se esqueça de deixar o seu comentário!