Mentoria

mentoria

Mentoria, assim como coaching, é um segmento que está se expandindo rapidamente no mundo, apesar de ser recente no mercado.

Você pode perceber pelo número cada vez maior de profissionais se especializando nessa área e pela procura de pessoas para realização de suas sessões.

No entanto, tanto a mentoria como coaching possuem particularidades que os diferenciam. E essa diferenciação gera um impacto muito grande em sua vida. É preciso saber claramente o que cada um faz para que não haja troca de papéis e nem expectativas irreais.

Enquanto que coaching se prende ao “aqui e agora” na concretização de seus problemas e realização de seus objetivos, a mentoria se concentra no futuro, isto é, caracteriza-se como um processo mais lento e em longo prazo.

A mentoria fixa o seu olhar para o que você será lá no futuro, mediante um acompanhamento mais próximo, lado a lado.

Ela trabalha em suas habilidades de maneira mais ampla para o seu desenvolvimento pessoal e/ou de carreira.

Segundo Eric Parsloe, da Escola de Treinamento e Orientação de Oxford:

“Mentoria é apoiar e incentivar as pessoas a gerir a sua própria aprendizagem, a fim de que possam maximizar o seu potencial, desenvolver suas habilidades, melhorar o seu desempenho e se tornar na pessoa que quer ser”

Desse modo, a mentoria auxilia em um processo contínuo do seu mentorando, atuando de maneira instrutiva para que este possa chegar ao nível que sempre sonhou.

O mentor é um guia que orienta para a direção certa e que esta possa lhe beneficiar com excelentes resultados (mais adiante, você terá um conceito mais detalhado).

Processo de mentoria como ferramenta poderosa!

Assim, esse processo de mentoria é uma poderosa ferramenta para o seu desenvolvimento pessoal e de carreira, por meio da elevação ao nível máximo de sua capacitação.

Ele é uma maneira eficaz de ajudar a progredir em sua carreira e está se tornando cada vez mais popular quando todo o seu potencial é utilizado.

Pode-se afirmar que a mentoria também se enquadra como uma parceria entre duas pessoas (mentor e mentorado). E essas, normalmente, trabalham em campos ou áreas semelhantes ou compartilham experiências parecidas.

É uma relação útil baseada na confiança mútua, respeito, e, também no compromisso de aprender um com o outro, de forma que ambos cresçam.

 O que é um mentor?

Um mentor é um guia que pode te ajudar a encontrar a direção certa e a desenvolver soluções para os seus problemas de carreira.

No entanto, não é qualquer mentor que pode fazer isso. É preciso que haja afinidade entre ambas as carreiras e personalidades parecidas.

O seu mentor deve ter tido experiências semelhantes que as suas para ganhar a sua empatia, como também ter uma compreensão de suas questões mais profundas.

A mentoria fornece ao mentorado uma oportunidade de pensar sobre opções de carreira e progresso. Um mentor deve ajudar o mentorado a acreditar em si mesmo, aumentando, assim, a sua confiança. Ele deve fazer perguntas e, constantemente, desafiar, enquanto oferece orientação e encorajamento.

A mentoria permite que você, mentorado, venha a explorar novas ideias com confiança e segurança. É uma chance de olhar mais para dentro de si mesmo: os seus problemas, as suas oportunidades e ao que, verdadeiramente, você quer na vida.

Com ela, você se torna mais autoconsciente, assumindo a responsabilidade por sua vida, direcionando-a para o caminho que decidiu seguir. Você realmente consegue encontrar a sua missão de vida e passa a viver em prol dela de forma mais focada e com propósitos bem definidos.

A marca de um mentor

A marca de um mentor é focada na pessoa. Isso quer dizer que você, exclusivamente, é o principal meio de seu trabalho e orientação.

A mentoria é centralizada menos em um relacionamento profissional formalizado e mais em uma parceria contínua. Na verdade, é mais como uma amizade de ajustamento e companheirismo.

Uma mentoria eficiente deve fornecer diretriz e treinamento ao mentorado. No entanto, é preciso verificar as questões discutidas, pois variam dependendo do perfil do mentorado (aprendiz) e de seus conflitos e questionamentos enfrentados.

Um mentor é mais experiente que o seu mentorado, sendo um guia que o orientará o percurso para obter sucesso e êxito.

Mas, isso não exclui o aprendizado do mentor com o mentorado, pois ambos caminham juntos em progresso e evolução da alma.

Como funciona o processo de mentoria?

O funcionamento do processo de mentoria se baseia em relacionamento entre o mentor e seu mentorado. Esse processo é firmado em, pelo menos, 5 elementos-chaves, que são:

  1. Melhora do desempenho do mentorado
  2. Desenvolvimento de sua carreira
  3. Aconselhamento
  4. Partilha de conhecimento
  5. Meta definida com prazos estabelecidos (de 1 ano a 5 ou mais)

Um exemplo que pode ser citado é quando o mentorado pode concordar em trabalhar com um mentor por um ano, ou, então, até conseguir uma determinada promoção desejada.

Depois de ter atingido o limite de tempo ou o objetivo, a parceria pode ser renegociada para o seu final ou continuidade. O mentor e o mentorado podem decidir continuar trabalhando juntos, especialmente se o relacionamento tem sido produtivo e útil para ambos.

Benefícios da mentoria em sua vida

  • O mentorado se sente apoiado e tem mecanismo para trabalhar quaisquer problemas que existam como resultado de estar em uma minoria (grupo pequeno).
  • As mulheres, muitas vezes – mas não sempre – se sentem mais confortáveis ​​sendo orientadas por outra mulher. Por isso, a mentoria é centrada em afinidades.
  • As mentoras de mulheres são colocadas unicamente para compreender os problemas enfrentados por outras mulheres dentro do seu segmento de carreira, levando em conta as questões específicas e os desafios enfrentados.
  • A orientação inclui treinamento, apoio, encorajamento, aconselhamento e orientação de pessoas que já fizeram isso antes e, geralmente, são independentes da organização atual do mentor.
  • Tanto os mentores, como os mentorados, ganham confiança e habilidades de liderança.
  • Mentorados relatam benefícios que tiveram ao adquirir uma perspectiva diferente.
  • Os mentores são mais propensos a planejar e solicitar promoções.
  • Mentores e aprendizes podem obter insights sobre as melhores práticas de negócios em outras empresas.
  • O processo permite que mentores e aprendizes façam conexões de rede úteis e tenham acesso a modelos.
  • Mentorado acha mais fácil retornar à sua carreira após uma interrupção.

Dicas para conseguir um mentor

Quer encontrar um grande mentor? Nós preparamos algumas dicas que te ajudarão a fazer a melhor escolha para aproveitar ao máximo da ajuda que irá receber.

1 – Nunca escolha um mentor pelo qual que você não conheça, ou seja, ele não pode ser um estranho

Sandberg sugere que “Se alguém tiver que questionar sobre se o mentor ele é bom ou não, provavelmente, a resposta é que não seja esse o seu mentor ideal. Quando alguém encontra o mentor certo, é óbvio que essa pergunta torna-se uma afirmação. Perseguir ou forçar uma conexão com um mentor raramente funciona”.

Em vez disso, você pode encontrar um grande mentor através das inspirações das pessoas que você já está interagindo e trabalhando nesse momento.

Ele precisa ser uma pessoa a quem você já demonstrou o seu potencial. E ele tem que gostar, confiar e acreditar em você (por que motivo ele iria ajudá-lo?). O mentor também precisa acreditar com absoluta certeza que você vai se colocar à disposição, ser aberto e sincero.

2 – Seja alguém que é agradável ao mentor

A segunda dica para encontrar um grande mentor é ter a capacidade de saber lidar com sua carreira e sua vida. Você é alguém que gostaria de ter como mentor? Você está aberto, flexível e resiliente, respeitoso?

Você está ansioso para aprender, e se compromete a modificar o modo como está interagindo no mundo para que você possa ter ainda mais sucesso, recompensa e felicidade?

Seja alguém que já está construindo ativamente a sua carreira, e está demonstrando que, a cada dia, quer esse alvo. Desse modo, você e seu mentor estarão em harmonia, focando em um único propósito.

3 – Um mentor deve inspirá-lo a melhorar constantemente

A melhor maneira para encontrar um mentor é usar a sua autoconsciência. Seja honesto consigo mesmo, e determine exatamente a área que você precisa melhorar a fim de prosperar em sua vida profissional.

Seu mentor deve ser alguém que não só se destaca nessa área, como também o inspira a fazer o mesmo.

4 – Seja claro sobre o que você quer

Antes de embarcar em uma relação de mentor / mentorado, você precisa ser aberto sobre suas expectativas. Quais são seus objetivos e por que você acha que essa pessoa pode ajudá-lo a alcançá-los?

A honestidade é fundamental, especialmente, nessa fase inicial. Não diga ao seu mentor potencial o que você quer ouvir. Fale sobre o que pensa, o que se passa em sua mente, e determinem, juntos, se essa relação é benéfica para ambas as partes.

5 – Procure alguém que partilhe a sua paixão e problema

Enquanto um mentor eficiente, obviamente, precisa estar entusiasmado com você e sua carreira, uma das melhores maneiras de garantir uma emoção forte é ter uma relação de interesse comum.

Então pergunte a si mesmo: “Qual é o problema que eu sou apaixonado para resolver?” Talvez seja um desafio que a sua organização ou indústria esteja enfrentando. Talvez seja uma questão social, como a educação.

Seja qual for o problema, procure alguém que esteja tentando resolvê-lo e peça para ser envolvido nisso também.

Como tornar uma mentoria produtiva?

Se você é um empreendedor, empresário ou um profissional liberal, saiba que pode aprender com um mentor, não importa o quão confiante ou bem sucedido você seja. Mesmo um dos homens mais ricos do mundo, Bill Gates, ainda considera o seu amigo, Warren Buffett, como mentor.

No entanto, esses relacionamentos exigem esforços especiais de ambos os lados para ser produtivos e satisfatórios. Mentoria não é tão simples como aquela pessoa que dá ao outro todas as respostas certas. É preciso saber ser eficaz e conquistar resultados concretos.

Por essa razão, a mentoria deve ser produtiva. Se você está querendo que ela se torne referencia nacional e até mundial, saiba que haverá alguns princípios essenciais. Descubra abaixo!

1 – Uma boa mentoria, em primeiro lugar, exige a construção de uma relação harmoniosa

Um relacionamento comercial ou pessoal positivo entre duas pessoas, normalmente, requer um alto grau de valores compartilhados, interesses comuns e respeito mútuo.

Lembre-se de que os bons relacionamentos levam algum tempo para se desenvolver, então, não assuma que sua primeira discussão selará o negócio. Deixe que o tempo o amadureça.

2 – Deverá concordar com objetivos e prazos específicos

Mentoria que consiste de discussões aleatórias não é gratificante para ambos os lados. É recomendável uma ou mais discussões iniciais de objetivos mútuos, com um resumo escrito dos objetivos e expectativas do mentoreado para o mentor, com prazos marcados.

3 – É preciso fazer uso eficiente do tempo para ambas as partes

Isso significa ser respeitoso e diligente sobre agendamento e manter os compromissos firmes, retornando e-mails e telefonemas. Não tente executar várias tarefas nem permitir interrupções constantes durante as reuniões.

Reserve sessões de acompanhamento, com uma agenda, ao invés de preencher o tempo com discussões aleatórias.

4 – Identifique os pontos fortes e fracos logo cedo

Tanto o mentor quanto o mentorado devem colocar suas cartas na mesa para evitar surpresas mais tarde. Em seguida, ambos devem procurar oportunidades para alavancar os pontos fortes e reforçar as fraquezas.

Isso evita desperdício de tempo e especulação, e fornece a motivação para trazer outros especialistas ou mentores, conforme necessário.

5 – O feedback do mentor deve ser ponderado, específico, oportuno e construtivo

Um aspecto importante de um relacionamento de mentoria é como o mentor fornece feedback para o mentorado. Formule feedback negativo de uma forma construtiva.

Usar perguntas abertas que começam com “como” ou “o quê” ajuda o mentorado a chegar à sua própria solução.

6 – Mentorado deve evitar qualquer reação defensiva ao feedback

A resposta correta para a maioria dos feedbacks do mentor é uma pergunta pensativa para esclarecimento.

Imediatamente, o mentorado deverá responder com “racionalidade” para cada feedback, pois, caso contrário, a atitude será lida como uma falta de sinceridade, e provavelmente vai acabar com o relacionamento de mentoria.

7 – Deverá concordar em lidar abertamente com desafios e imprevistos

Os desafios mais comuns envolvem exigências de tempo e acessibilidade em ambos os lados, ou o nível de ajuda esperado.

Ambas as partes necessitam honrar limites do negócio, e não vaguear em edições pessoais do relacionamento. Elas deverão concordar em como terminar a relação se outras circunstâncias imprevistas se levantarem. Tudo feito em uma relação tranquila, sem estresse.

8 – Comemorar sucessos e negociar abertamente os fracassos

Isso ajudará o processo de aprendizagem e também a construir a confiança do mentorado. Com paciência e tempo, os parceiros devem desenvolver um bom relacionamento e se tornar mais confortável para se abrir conversando um com o outro.

9 – Avaliar os requisitos de mentoria em uma base regular

O mentorado, como principal beneficiário, deve ser proativo para garantir que o processo de revisão ocorra regularmente, talvez trimestralmente.

Isso permite a discussão franca de mudanças imprevistas e, também, o potencial para descontinuar o processo e declarar o sucesso para cada um.

Caso esteja interessando em aprender mais sobre mentoria, bem como coaching, então, entre em contato com a Ambra College. Deixe seu comentário abaixo sobre o que mais lhe chamou atenção. Até!

am_cta_ebook07_gestoralta