Metas profissionais: como a orientação de carreira pode ajudar?

Facilmente encontramos pessoas que têm uma meta profissional bem clara em sua mente. Contudo, comumente elas relatam que não alcançam seus objetivos. E uma das principais causas é a falta de orientação de carreira. Sem ela, o profissional pode trilhar caminhos que o afasta de sua meta e, até mesmo, passar desatento e não reconhecer trilhas que, inicialmente, não seguem na direção de seus objetivos, mas serviriam como atalhos para essa pessoa se realizar profissionalmente. Saiba mais sobre o assunto a seguir:

Autoconhecimento para se projetar

Antes de criar planos e definir estratégias, é fundamental que a pessoa se conheça profundamente. Com o autoconhecimento bem desenvolvido, evita-se cair em armadilhas psicológicas, tais como escolher a profissão errada ou temer se aventurar por diferentes caminhos e novos desafios.

Nesse aspecto, um profissional experiente em orientação de carreira é muito importante. Ultimamente, o coaching (conjunto de técnicas que trabalham autoconhecimento, motivação, metas e estratégias) tem ganho muito espaço e auxiliado diversas pessoas a treinar suas reais habilidades.

Orientação de carreira para se realizar

Quando se tem consciência de seus reais desejos e habilidades, tanto as positivas quanto as que merecem ser desenvolvidas, é possível melhor direcionar as energias para atividades profissionais que realmente resultem em satisfação pessoal e profissional. Por isso, a orientação de carreira é uma atividade recomendada lá nos primórdios da vida adulta, quando as pessoas estão começando a criar projeções de seu futuro pessoal e profissional.

Assim, com essa orientação, é possível realizar uma escolha profissional mais assertiva e com menos chances de se arrepender após iniciar uma formação acadêmica ou especialização. Além disso, uma boa orientação auxilia no estabelecimento de metas realmente efetivas para sua carreira.

Projeção para combater a estagnação

Outro grande benefício de ter orientação de carreira é ser capaz de realizar projeções objetivas e entender os possíveis caminhos para atingir as metas projetadas. Essa atividade de projetar sua carreira profissional permite que a motivação seja sempre trabalhada, mesmo em momentos de estagnação, como uma crise econômica.

Ela mantém viva a necessidade de ascensão profissional, estimulando a pessoa a executar os passos inicialmente planejados até mesmo objetivando sua aposentadoria. É como se o profissional fosse capacitado a realizar um plano de negócios, mas para si mesmo e não para uma empresa.

Capacidade para a adaptação

Nem sempre os planos saem como o esperado. E, nesses tempos de comunicação instantânea e eventos fluidos, que modificam o status quo e exigem a reorganização tanto pessoal como profissional, é importante ter a capacidade de adaptação bem exercitada para que seja possível reavaliar as metas e definir uma nova direção para sua carreira profissional.

Tal ponto tem um peso tão importante pois evita que a pessoa invista suas energias em uma profissão próxima da extinção ou em estratégias que não são mais viáveis como foram anteriormente.

Por exemplo: as pessoas que, no passado, estipularam a meta profissional de ser uma telefonista, hoje em dia não teriam como sustentar sua realização profissional se não fossem capazes de se adaptar às profissões correlatas ou ao incremento das tecnologias.

Em resumo, a orientação de carreira estimula a orientação profissional e a realização de suas metas profissionais principalmente por meio do autoconhecimento e do desenvolvimento de habilidades demandadas para alcançar seus objetivos.

Agora que você já sabe como a orientação de carreira pode ajudar no sucesso da sua vida profissional, conte para nós: quais são as suas metas? Como você as define? Deixe um comentário e participe!