Trabalho e qualidade de vida: Como tornar esse casamento bem sucedido

Os últimos anos transformaram a relação das pessoas com o trabalho. Para a nova de geração de negócios e de colaboradores que está construindo uma carreira não basta ser pontual, não faltar e bater as metas, o mercado de trabalho da atualidade está mais movimentado e as novidades são constantes. Isso faz com que as pessoas se envolvam com suas atividades corporativas, passem grande parte do dia produzindo e pensando em trabalho e a tecnologia permite estar envolvido fora do escritório também.

Se a conectividade trouxe avanços e melhores resultados, a grande carga de trabalho e horas de serviço também podem ser negativas se não forem equilibradas. Os jovens desta era gostam de executar grandes projetos, valorizam os relacionamentos com outros colegas e se envolvem com suas atribuições, mas eles também estão interessados em manter a qualidade de vida, praticar execício, comer bem e ter uma vida de lazer com novas descobertas e experiências.

Essa relação apresenta para as empresas o desafio de reter os talentos e manter os melhores colaboradores no negócio, por isso é fundamental trazer qualidade de vida para o trabalho, proporcionar benefícios e estímulos que valorizem o funcionário e solidifiquem essa parceria.

Desvio da rotina massante

Existem algumas necessidades básicas de conforto e segurança que devem ser supridas para os colaboradores. Pensar, planejar e executar projetos de sucesso exigem horas de reuniões, debates e ações. As equipes precisam de um ambiente físico apropriado para desenvolver suas atividades e isso envolve o uso de mobília ergonômica, a boa utilização da iluminação – se possível com fontes de luz natural – e temperatura agradável, as salas não devem ser muito geladas e nem quentes demais.

Algumas empresas com a cultura de pensar no bem estar dos integrantes das equipes oferecem um espaço para refeições durante o dia equipadas com refrigeradores, cafeteiras e sanduicheiras. Algumas têm, inclusive, frutas e outros lanches leves à disposição, com o pensando de que uma pausa para comer sem precisar sair do escritório será benéfica e saudável.

Colaborador satisfeito rende mais

Em um ambiente rígido demais a falta de espaço para momentos de descontração pode afastar os bons profissionais. Limitar acessos externos aos assuntos do trabalho podem barrar as ideias inovadoras. Permita que a criatividade seja desenvolvida, às vezes os melhores insights vêm de momentos com menos pressão por resultados. O limite entre o que é possível e benéfico será lapidado diariamente, conte com o auxílio dos líderes das equipes para os feedbacks necessários relacionados à essa liberdade concedida.

Se os funcionários estão felizes, sorrindo e encontrar espaço para suas ideias criativas a tendência é que rendam muito mais. Principalmente se encontrarem no gestor que incentive esse comportamento, em prol do crescimento do negócio.

A parte da empresa: Benefício vai além da recompensa financeira

Melhorias no ambiente físico e social do trabalho são essenciais, mas não pode ficar só nisso. A empresa deve pensar também em benefícios para a vida do colaborador, e isso não significa pensar apenas em bônus financeiros ou aumento de salário. Nem sempre um rendimento mensal maior é o que seu funcionário deseja, ofereça melhores opções de convênios de saúde; parceria com prestadores de serviços de beleza e bem estar; planos atrativos em centros de atividades física; incentivo às caronas solidárias; cupons de desconto para lojas e programas culturais e, preferencialmente, a possibilidade e entender esses benefícios aos membros mais próximos da família. Esse tipo de serviço fará os momentos de lazer e descanso serem melhor aproveitados, a saúde mais bem cuidada e neste ponto a qualidade de vida é estimulada.

Outro ponto essencial para a valorização e crescimento do talento é a possibilidade de capacitação constante. Ofereça bolsas de estudos e participação financeira em novos cursos relacionados à área de atuação e também promova feiras de inovação dentro da empresa.

Incentive programas de intercâmbio nas férias e cursos de vivência no exterior, a experiência que o funcionário tratá dessas oportunidade fará com que todos sejam beneficiados. A empresa pode fazer programas de incentivo em troca de palestras sobre os estudos para os demais colaboradores, assim os conhecimentos absorvidos por um chegaram à equipe de maneira geral.

A parte do colaborador: Valorize as ações e corresponda com trabalho

Se você já está em uma empresa com essas características ou procurando ingressas em uma faça sua parte e retribua os esforços e o interesse da corporação. Exerça sua liberdade com responsabilidade. Você até poderá acessar as redes sociais enquanto trabalha, mas isso não deve ser motivo para perder o foco. Ouça música durante a execução de um projeto, mas não deixe de interagir com a equipe. Faça o uso consciente dos benefícios concedidos pela empresa, se existe este ambiente saudável e propício para o trabalho desempenhe suas funções com satisfação e tenha a maturidade de permanecer na função enquanto isso for realmente interessante para você como pessoa. A partir do momento que as perspectivas mudam e o trabalho se torna um fardo a tendência é a queda do desempenho, e não serão os convênios e relacionamentos que farão sua vontade de trabalhar aflorar.

A melhor dica para um casamento com satisfação entre empresa e colaborador e o envolvimento de princípios e propósitos, quando a equipe acredita no negócio ele tem tudo para acontecer, seja motivado, mas acima de tudo seja engajado com a cultura e os projetos da empresa, isso fará a diferença para a sua carreira e os níveis de qualidade de vida.

Como é a cultura na empresa que você trabalha? Existem outros benefícios que são diferenciais e você gostaria que outras empresas também disponibilizem? Deixe seu comentário, sua participação é sempre bem-vinda.

am_cta_ebook01_autogerenciamento