Navigation

Produtividade
campeão olímpico
Você é um campeão olímpico e não um coitado, nunca se esqueça disso!

Eu não acompanhei ao vivo as olimpíadas do Rio 2016, mas fiquei feliz sempre que vi alguma notícia de participação brasileira com ou sem medalha. Ao ver o ouro olímpico feminino da vela, fiquei muito emocionado e comecei a refletir sobre o Brasil, os brasileiros e os campões olímpicos.

Depois de caminhar, dormir, voltar a pensar e repetir o ciclo umas 5 vezes, decidi por escrever este texto resumindo um pouco sobre:

1. O coitadismo no Brasil
2. Como nasce um campeão olímpico
3. Por que você é um campeão?
4. Vamos abandonar o coitadinho
5. Conclusão

O coitadismo no Brasil

Não gosto muito de usar a palavra “infelizmente”, meus amigos sabem disso, mas, infelizmente, eu tenho visto muitos familiares, amigos, colaboradores, professores, pessoas que eu admiro, respeito e valorizo dando ênfase e incentivando uma cultura social do coitadismo no Brasil.

Ultimamente, parece que só é bom ou digno de algo quem tem um histórico que possa se colocar como coitadinho ou sofredor em algum momento da vida. Parece que a pessoa é digna por ter sofrido e não pela batalha que ela travou para superar a adversidade e ter realizado a sua conquista.

Vi várias notícias dos atletas vencedores que dão mais ênfase a momentos superados da vida deles do que ao trabalho duro por anos para conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos. Temos que passar a valorizar mais a superação e o sucesso do que o vitimismo.

O vitimismo indica que o individuo não é responsável por nada do que acontece com ele nem por resultados. Indica que as conquistas são más e todos os que possuem conquistas ou são bem sucedidos são pessoas ruins e apenas as vítimas de algo são dignas, boas e merecem respeito.

Eu não vou entrar em detalhes, mas poderia escrever um textão me colocando na situação de vítima por vários acontecimentos da minha vida, mas aprendi com um mentor que isso não leva ninguém a lugar a algum.

O vitimismo só criará uma versão piorada de você amanhã. Felizmente, eu aprendi que isso não melhora ninguém em nada e acredito verdadeiramente que é possível ser amanhã um pouco melhor do que hoje, só um 1% melhor já é suficiente.

Acredite, eu poderia muito bem me colocar como um coitado e prefiro conscientemente não me colocar como coitado ou vítima. Sempre que me pego pensando em culpar alguém por algo que acontece comigo, com minha carreira, com minha empresa, com minha família, eu penso:

  1. O que eu poderia ter feito de diferente que poderia ter gerado um outro resultado?
  2. O que eu posso aprender com isso e fazer diferente na próxima vez?
  3. Quais são as lições que eu posso tirar desse episódio?
  4. Como eu posso usar essa experiência para fortalecer as minhas filhas no futuro?

A última obviamente é a mais importante pra mim. Afinal, eu acredito que devemos usar as nossas lições para conversar com os filhos e filhas tornando-os mais fortes e mais resilientes do que nós somos. E você, campeão, também acredita nisso?

Campeão, você é um campeão e eu já vou te mostrar isso, abandone o coitadismo e o vitimismo. Abandone todo e qualquer pensamento “coitadístico” que possa estar na sua mente, pois você é um campeão e deve ser portar com tal.

Ao se portar como um verdadeiro campeão, você servirá de bom exemplo para os amados. Você será um exemplo para seus descentes e para seus alunos e contribuirá para esses serem mais fortes e melhores no futuro.

Como nasce um campeão olímpico

Um campeão olímpico é alguém que tem algumas características marcantes como:

  1. Paixão pelo que faz
  2. Metas de longo prazo
  3. Foco
  4. Determinação
  5. Disposição para trabalhar duro
  6. Mentalidade de campeão

Paixão pelo que faz

Todo campeão olímpico e em qualquer coisa na vida é apaixonado pelo que faz. É como disse Steve Jobs “não há motivo para não seguir o seu coração, por alguma razão, ele já sabe o que é melhor para você!”.

Os campeões olímpicos seguem o coração, são apaixonados pelo que fazem e essa paixão os leva a superar todos os desafios no meio do caminho. Não se iluda, não é só você que tem dificuldades a serem superadas.

O normal de qualquer pessoa de sucesso em qualquer área é que ela tenha que matar um dragão e um leão por dia antes de ter qualquer conquista.

Qual é a sua paixão? Você está fazendo algo que te deixa feliz ao final do dia ou você se sente sugado e sem energia?

Metas de longo prazo

Os campeões olímpicos não param na primeira dificuldade. Eles superam as adversidades, seguem em frente porque possuem metas verdadeiras e sabem o que o coração deles quer.

Campeões pagam o preço hoje para ter conquistas amanhã e não ficam preocupados em saber se essas serão garantidas ou não. Na verdade, não há nenhuma garantia nos esportes.

É muito difícil participar de uma edição dos Jogos Olímpicos. Somente com visão de longo prazo é possível fazer hoje o que deve ser feito para participar dos Jogos de Tokio. Pense um pouco como seria se os atletas fossem imediatistas….

O imediatismo é arma interna que todos nós possuímos que mata todos os nossos sonhos. A pessoa imediatista praticamente não tem conquistas porque ela não faz nenhum investimento que vá gerar algo de valor no futuro.

Ah, você já deve ter ouvido falar “eu nem sei se vou estar vivo amanhã”, certo?

Essa é a desculpa dos imediatistas que nunca investem no futuro. Campeão, você acorda vivo 365 dias por ano e isso deve acontecer por 80 anos. São quase 30 mil dias e é  bem provável que esse dia não seja amanhã.

Eu lembro de ter falado lá em 2004 com uma pessoa que eu amo e recomendado para ela fazer um projeto que atendia aos seus sonhos. O projeto levaria 10 anos e ela me disse “Alfredo, eu nem sei se estarei viva daqui há 10 anos.”. Resumindo, até hoje a pessoa tem aquele mesmo sonho que poderia ter se realizado em 2014 se ela tivesse seguido minha orientação e pensado no longo prazo.

E você, quais são seus planos de longo prazo? O que você quer quando chegar em 2026 e pensar o que você fez de sua vida entre 2016 e 2025?

Foco

Os campeões sabem o que querem e eles não querem tudo ao mesmo tempo. Eles querem algo específico, detalhado e trabalham focado para realizar essa conquista.

Eu costumo dizer muito “não” para pessoas que me apresentam projetos e o motivo é simples: eu tenho que focar no que realmente importa profissional e pessoalmente e não querer abraçar o mundo e pegar todas as oportunidades que batem a minha porta.

Tenha foco e você terá mais e melhores resultados, assim como os medalhistas dos jogos olímpicos.

Escolha algo para resolver e trabalhe duro nisso.

Seu sonho é resolver a fome no mundo? Quem sabe você pode começar resolvendo a fome no bairro pobre próximo a você e inspirar outras pessoas.

Seu sonho é acabar com as injustiças? Quem sabe você pode ajudar alguém injustiçado e inspirar outras pessoas a fazerem o mesmo.

Seu sonho é que os esportistas tenham mais apoio? Quem sabe você doa seu tempo e dinheiro para contribuir com esportes em uma comunidade carente. Quem sabe você vai para o próximo jogo de handball em sua cidade.

Acho que você já entendeu, certo campeão? Tenha foco e faça algo específico, claro e objetivo a cada dia!

Determinação

Os vencedores na vida são determinados como você já foi um dia.

Você é um vencedor e a determinação está contigo, portanto, reencontre a determinação dentro de você mesmo. Encontre o que te move para você seguir forte buscando a concretização do que você deseja.

Enfim, encontre o seu motivo para agir, a sua motivação e entre em ação imediatamente.

Segundo Thomas Edisson “Muitos fracassados na vida são pessoas que não perceberam que estavam tão perto do sucesso e preferiram desistir.” Seja determinado na busca do que você deseja e você conseguirá porque o universo, Deus e tudo mais que você acredita te ajudarão nessa luta.

Disposição para trabalhar duro

Todos os profissionais de sucesso, assim como os artistas e esportistas, sem exceção, trabalharam duro por muitos anos.

É como disse Tiger Woods “Eu tive sorte, mas só depois que comecei a treinar 10 horas por dia.”. Você quer ter sorte? Empenhe-se e trabalhe duro por anos!!!!

Tenha certeza de que trabalhar duro é algo que vai te beneficiar no futuro.

Afinal, é melhor ter pessoas dizendo que você teve sorte do que ser você o cara que só diz que os outros são sortudos por isso ou aquilo, concorda comigo?

Mentalidade de campeão

Campeão, trabalhe duro, seja determinado, tenha foco, busque suas metas, encontre sua paixão e acredite no longo prazo. Os resultados virão e você não se arrependerá.

A mentalidade vencedora é imprescindível para atletas de alta performance. A boa notícia é que ela pode ser desenvolvida por você e pelos seus amados. Trata-se de uma habilidade comportamental muito valiosa em qualquer atividade que você exerça.

Ajude seus amigos e familiares a mudar do pensamento negativo para o positivo e mude seu pensamento para uma mentalidade de atletas vencedores. A mentalidade vencedora pode ser desenvolvida com as seguintes ações e habilidades:

  1. Escolha e mantenha uma atitude positiva.
  2. Mantenha um alto nível de auto-motivação.
  3. Estabeleça metas altas e realistas.
  4. Fale com você mesmo de forma positiva.
  5. Imagine coisas e acontecimentos positivos.
  6. Administre a ansiedade.
  7. Administre suas emoções.
  8. Mantenha a concentração e o foco.

Na verdade, todas essas habilidades podem ser desenvolvidas por mim e por você a cada dia. Você se compromete a trabalhar esses temas ao longo dos próximos 365 dias?

Agora, vou mostrar que você não é uma vitima e sim um bravo lutador!

Por que você é um campeão?

Não se iluda, um campeão olímpico não nasce pronto. Ele é forjado a ferro a cada dia, a cada treino, a cada pensamento, a cada ação rumo ao objetivo final e você já venceu a maior das maiores olimpíadas.

Não importa se você, assim como eu, nasceu numa cidade pequena e pobre do interior do Brasil. Não importa a cor da sua pele, não importa a sua sexualidade. Não importa a sua religião. Não importa a sua descendência. Não importa o que te aconteceu no passado. Na verdade, nada importa porque você é um vencedor.

Você ganhou de outros 7.000.000.000.000.000. Você venceu entre 7 quadrilhões, meu amigo, você é um campeão. Para ter noção 1 quadrilhão é milhão de bilhões, é algo absurdamente improvável e você venceu. Nem mesmo ganhar na loteria é tão improvável. Para comparar, é 140 milhões de vezes mais fácil ganhar na mega sena do que vencer a corrida que você venceu, parabéns!

Você é a combinação de um dos 7 milhões de óvulos que uma mulher tem ao nascer com um dos 1 bilhões de espermatozoides que poderiam ter fecundado aquele óvulo. Você é um campeão.

Você teve que sobreviver à mortalidade dos óvulos da sua mãe ao longo do tempo e teve de ser o espermatozoide mais batalhador entre 1 bilhão de outros. Você é especial e você lutou bravamente para nascer.

Lutou e venceu, parabéns campeão! Você mais que pediu para nascer, você buscou desesperadamente a vida e você venceu a mais improvável das batalhas…

Lembre-se disso sempre que você presenciar alguém se colocando como uma vitima que não pode mudar sua realidade.

Vamos abandonar o coitadismo

A você, campeão que está lendo esse texto, aos meus familiares, aos meus amigos, aos professores, eu peço: abandone o vitimismo e o coitadismo. Pare de incentivar o vitimismo entre os outros e lembre a todos que você puder impactar que se cada um de nós venceu uma batalha de 1 quadrilhão de alternativas, não existe nada que não possamos superar.

Você me diz, “Alfredo tem gente que realmente é coitado por isso e aquilo”. Eu te digo, se você está lendo esse texto, você não é um coitado nem deve se portar com uma vitima. Qualquer pessoa com condições de ler esse texto não deveria se portar como vitima.

Eu admito que existam pessoas que precisam de ajuda por motivos diversos, mas esses estão vivendo nas ruas, sem nenhum apoio ou condição. Eu recomendo que você faça algo para ajudar um pouco essa pessoa, mas pare em definitivo de colocar como coitado pessoas que podem ler esse texto, pessoas que estão no Facebook, pessoas que tem o que comer todos os dias, etc.

Coloque apenas o grupo certo, os que estão nas ruas, os que estão passando fome, os que estão sofrendo uma violência física diária de quem deveria cuidar deles e faça algo concreto e definido para ajudar.

O fazer algo para ajudar não é colocar textão no Facebook, não é gritar para os outros ajudarem, não é pedir para o Governo. É fazer algo de verdade, é doar o seu tempo e o seu dinheiro para ajudar alguém e convidar os colegas a fazerem o mesmo. No entanto, só convide os colegas depois que você fizer algo.

Seja o primeiro, lidere, dê o exemplo sem esperar pela sociedade, sem esperar pelo outro, sem esperar pelo Governo, sem esperar nada em troca. Faça o pouquinho que você puder e eu garanto que o universo te recompensará. O Universo, Deus ou o que quer que você acredite, saberá ainda que você não conte para ninguém nem coloque no Facebook.

Obviamente, depois de fazer um pouco, poste no Facebook, caso queira, incentive os amigos, os colegas e até desconhecidos. Faça e não espere que os outros façam o que você acredita que deve ser feito. Ah, faça sem esperar nada em troca. Sei que já escrevi isso, mas não custa repetir.

Incentivar o coitadismo é criar uma sociedade limitada que amanhã não será melhor do que hoje. Incentive a superação dos limites e das adversidades, incentive a dedicação e o trabalho duro e reconheça as pessoas de sucesso em qualquer área como exemplos a serem seguidos. Veja essas 19 pílulas pra pensar publicadas por Flávio Augusto da Silva (Geração de Valor).

1- Ganhar dinheiro não é pecado
2- A pobreza não é uma virtude.
3- Você não vale pelo que tem.
4- Você tem pelo que você vale.
5- Você vale pelo que é.
6- O mundo não é justo.
7- Você supera as barreiras com inteligência e esforço.
8- O sucesso é uma ciência exata que todos podem aprender.
9- Vitimismo te afasta de teus sonhos.
10- Se alguém conseguiu você também pode.
11- Não é fácil, mas é possível.
12- Aprenda com quem faz.
13- Aumenta teus referenciais.
14- Crise é tempo de oportunidade.
15- Nunca subestime tua capacidade.
16- Alguém só te coloca pra baixo se tu permitires.
17- Quem nasce pobre morre de acordo com as suas escolhas.
18- O crime não compensa.
19- Não desanime porque teus governantes são corruptos.

 

Não procure desculpas ou justificativas para o sucesso dos outros. Chegue na pessoa e pergunte: o que você fez para ter sucesso? Como você chegou até esse ponto?

Conclusão

Obviamente, eu já caí em quase todas as armadilhas  do vitimismo/imediatismo/conformismo que coloquei aqui neste texto. É importante sabermos que essas são armadilhas que só nos impedem de crescer profissional e pessoalmente.

Evite todas elas sempre que possível e incentive as pessoas que você tem carinho a abandonar o coitadismo e migrar para o protagonismo.

O protagonismo é você ter consciência de que você não pode mudar seu passado, sua origem, seu histórico, mas que você pode aprender com tudo isso e iniciar hoje a construção de um novo futuro.

Eu acredito que o Brasil será um país imensamente melhor a cada pessoa que for “convertida” do vitimismo e do conformismo para o protagonismo.

Conto contigo para ampliarmos essa migração e atuarmos cada um como responsável pelo seu futuro e pela construção de uma nova nação. Uma nação moralmente melhor, mais responsável, mais livre, mais protagonista e menos vitimista. Afinal, o protagonista age para construir seu futuro e o vitimista fica se lamuriando nos cantos justificando sua realidade atual.

Você quer que seu filho ou seu aluno seja um protagonista ou um vitimista?

É claro que a realidade atual influencia o seu futuro, mas ela não determina. Vou repetir, a sua realidade influencia, mas não determina.

Caso você ainda acredite que se posicionar como vitima é uma boa ou é algo necessário, veja esse infográfico da Oprah. Basicamente, Oprah era pobre, negra, mulher e foi vitima de abuso na infância. Enfim, poucos possuem mais motivos do que ela para se colocar como vitima. Ela optou pelo caminho inverso, o caminho do protagonismo.

O protagonismo da Oprah possibilitou ajuda a milhares de outras crianças vitimas de abuso e isso não teria acontecido se ela seguisse o caminho mais fácil, o coitadismo e o vitimismo.

Eu poderia citar dezenas de exemplos semelhantes, mas vou deixar apena a frase de Oprah para você refletir “Eu tenho certeza que o que focamos é no que nos tornamos. Transforme-se na mudança que você deseja ver”.

Então, você quer focar em ser uma vitima ou um protagonista? Como você deseja se ver no futuro?

A sua mentalidade e decisão por ser visto com uma vitima ou como alguém com capacidade de mudança determinará se você será ou não bem sucedido no futuro. Dito de outra forma, o seu foco de hoje será sua realidade de amanhã.

Lembre-se que você foi bem sucedido ao ser o escolhido entre 7 quadrilhões de alternativas possíveis, portanto, seu passado tem sim grandes conquistas.

Um forte abraço e coloque nos comentários as suas observações e criticas sobre o tema. Prometo ler cada comentário.

 

am_cta_ebook01_autogerenciamento

Engenheiro por formação e educador por paixão. Tenho a educação como paixão pessoal e profissional, por gostar de estar sempre ensinando e aprendendo. Estou sempre disposto a ouvir pontos de vistas e argumentar sobre diversos assuntos. Como hobbies, gosto de jogar poker e conversar sobre investimento e finanças pessoais.